Saiba como evitar

Fadiga e cansaço

A fadiga afecta o conforto e a capacidade de desempenho. Grande parte das causas são óbvias mas se forem ignoradas persistem e aumentam o problema. Conheça algumas dicas para evitar este estado.

A palavra fadiga, ou cansaço, é utilizada diariamente para descrevermos uma série de males físicos ou psíquicos provocados por diversos factores. O stress é actualmente a causa mais apontada para o estado de fadiga e cansaço que provoca um grande desconforto nas pessoas, mas existem muitos factores que podem contribuir para a fadiga. É natural sentir-se cansado ao fim de um dia de trabalho, ou até depois de uma noite mal dormida, no entanto, se esse cansaço persistir durante semanas pode ser um sinal de alerta para hábitos de rotina errados ou mesmo para problemas físicos ou psicológicos que devem ser avaliados.

Problemas como a falta de sono, deficiente ou má alimentação e nutrição, infecções várias, gripes e constipações, doenças oncológicas, a SIDA, a obesidade, a anemia, o alcoolismo e o abuso de drogas são, entre outros, os mais propensos causadores da fadiga. Os sintomas mais frequentes são o cansaço físico que se traduzem em dores musculares, dores de cabeça, cãibras e mal-estar geral, mas também o cansaço intelectual com falhas de memórias, baixo estado de ânimo, ansiedade, depressão ou défice de concentração.

A chegada do Outono e do Inverno costuma ser uma época muito referida para o aparecimento destes sinais. A diminuição de luz (com os dias mais pequenos), o regresso ao trabalho após o período de férias de Verão estão entre as explicações dos especialistas para o aparecimento dos sintomas. É importante identificar a causa desse estado para a remediar. Habitualmente, pequenas mudanças no estilo de vida e na dieta podem ajudá-lo a melhorar os sintomas de fadiga ou mesmo interrompê-la. Se a fadiga persistir, então é importante procurar o aconselhamento de um profissional de saúde, médico e/ou farmacêutico.

Anemia
Se a causa do seu cansaço for anemia ferropénica, então é necessário consumir quantidades adequadas de ferro. O ferro é necessário ao corpo para ajudar a formar a hemoglobina, uma parte dos glóbulos vermelhos do sangue. A hemoglobina ajuda a transportar o oxigénio por todo o corpo, assim, uma ausência de ferro diminui a capacidade de transportar oxigénio no organismo. Sem oxigénio suficiente a fadiga surge de forma relativamente rápida.

Os alimentos ricos em ferro, como carnes magras, frutos do mar, feijão, vegetais de folhas verdes, gema de ovo, nozes, fígado, alcachofras e cereais enriquecidos com ferro devem ser consumidos regularmente. No entanto, se ainda assim tem dificuldades em manter as quantidades adequadas de ferro no seu corpo, o médico poderá recomendar um suplemento de ferro. Consulte o seu médico antes de iniciar qualquer regime de tratamento com suplementos nutricionais para verificar dosagens e contra-indicações.

Dieta saudável
Uma boa maneira de manter os níveis de energia é distribuir as refeições saudáveis em várias vezes e em menor quantidade. Intercalar uma pequena refeição entre as principais refeições do dia (café da manhã, almoço, jantar) manterá a fome à distância e manterá os seus níveis de energia. Lembre-se que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia. Depois de uma boa noite de sono o seu corpo precisa de um bom “combustível” para começar e funcionar melhor durante o dia.

As pequenas refeições intercalares ajudam a evitar que coma em grande quantidade nas principais refeições do dia, aquelas que levam mais tempo a serem digeridas o que faz com que nos sintamos mais cansados, uma vez que o organismo gasta mais energia para decompor os alimentos. É por isso que nos sentimos mais cansados e sonolentos depois de uma refeição abundante.

Evite alimentos processados
Os alimentos ricos em açúcares, ou todos processados, causam um aumento rápido do nível de açúcar no sangue, seguido de um decréscimo igualmente acentuado. Esta situação fará com que sinta uma repentina falta de energia e um aumento da necessidade de consumir mais alimentos processados para aumentar o seu nível de açúcar no sangue novamente. É um círculo vicioso, por isso deve evitar a ingestão destes alimentos. Já os alimentos integrais são hidratos de carbono complexos, ricos em fibras e libertam energia de forma mais lenta, saciam e evitam que sinta fome antes da próxima refeição.

Pratique exercício físico
O exercício regular também pode ajudar a combater a fadiga, uma vez que a sua prática faz com que o corpo liberte endorfinas que nos fazem sentir bem. É recomendável fazer pelo menos 30 minutos de exercício por dia e pode optar por fazer caminhadas, natação, hidroginástica, ou mesmo tarefas domésticas vigorosas. Quanto mais exercício realizar melhor se vai sentir.

Durma bem
Para ajudar a combater a sensação de cansaço é importante descansar e ter um sono de qualidade. Uma rotina de descanso e dormir o suficiente são muito importantes. Apesar de o número de horas de sono variar de pessoa para pessoa, os especialistas recomendam sete a oito horas de sono. Uma boa noite de sono é fundamental para repor os níveis de energia e manter o funcionamento do sistema imunológico em plena forma.

Toma de vitaminas
Em muitos casos, tomar um multivitamínico pode contribuir para a obtenção dos nutrientes necessários que o corpo precisa. Tomar mais vitamina C e ácido gordo ómega 3, bem como cápsulas de óleo de fígado de bacalhau também pode ajudar a manter a saúde do sistema imunológico e ajudar a melhorar o humor.

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock