Tabaco, Alcool e Drogas

Opinião
O cancro de cabeça e pescoço é a designação genérica para os tumores que se originam de várias regiões das vias aero-digestivas...
Tabaco é um importante fator de risco
A designação de Cancro da Cabeça e Pescoço refere-se a um conjunto de tumores malignos que têm origem em órgãos da cabeça e/ ou...
Conheça os sinais de alerta
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, adição e dependência devem ser encaradas como duas condições distintas. Para...
Dia Mundial da Prevenção do Suicídio
De acordo com a Organização Mundial de Saúde mais de 800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos. E para cada caso fatal há...
Alertar para a prevenção
No dia 1 de dezembro comemora-se por todo o mundo o Dia Mundial da Luta contra a Sida. Este dia assinala uma data em que todas...
Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica
Chama-se Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica à obstrução persistente das vias respiratórias, provocada por enfisema ou bronquite...
Sintomas, riscos, prevenção e tratamento
tensão arterial
A tensão arterial é a medida da pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias durante a circulação. Com a idade, as...
Desde muito cedo
O consumo excessivo de álcool é uma ameaça à saúde pública mundial, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Um quarto dos...
Entrevista com o médico psiquiatra João Curto
dependências
Os vários estudos realizados em Portugal revelam que a cannabis é a substância ilegal mais consumida pela população em geral...
Causas e tratamento
Rouquidão
Quase todas pessoas sentem, por vezes, uma certa rouquidão. Na maior parte dos casos não passa de uma irritação sem importância...

Páginas

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO NOME DO MEDICAMENTO: Microlax, 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml, Solução rectal e Microlax, 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml, Solução rectalCOMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA: Composição por microclister: Citrato de sódio: 450 mg ou 270 mg; Laurilsulfoacetato de sódio 45 mg ou 27 mg. Excipiente q.b.p.: 5 ml ou 3 ml. FORMA FARMACÊUTICA: Solução rectal (enema). A solução é viscosa, incolor e contém pequenas bolhas de ar incorporadas. INFORMAÇÕES CLÍNICAS – Indicações terapêuticas: Tratamento sintomático da obstipação rectal ou recto-sigmoideia; Encopresis; Obstipação durante a gravidez, obstipação associada ao parto e cirurgia (uso pré e pós­operatório); Preparação do recto e sigmóide para exames endoscópicos. Posologia e modo de administração: Adultos e crianças de idade superior a 3 anos: Administrar o conteúdo de uma bisnaga por dia. Na obstipação marcada pode vir a ser necessária a aplicação do conteúdo de duas bisnagas. Crianças até 3 anos: Na maioria dos casos é suficiente uma bisnaga de Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml. Modo e via de administração: 1. Retirar a tampa da cânula (Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml) ou quebrar o selo da cânula (Microlax a 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml). 2. Comprimir ligeiramente a bisnaga até aparecer uma gota na extremidade da cânula. 3.Introduzir a cânula no recto. 4.Comprimir completamente a bisnaga. 5.Retirar a cânula, mantendo a bisnaga comprimida. Contra-indicações:Hipersensibilidade às substâncias activas ou a qualquer dos excipientes. Advertências e precauções especiais de utilização: Recomenda-se evitar a utilização de Microlax no caso de pressão hemorroidária, fissuras anais ou rectais e colites hemorrágicas. Interacções medicamentosas e outras formas de interacção: Não foram realizados estudos de interacção. Efeitos indesejáveis: Doenças gastrointestinais: Frequência desconhecida (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis): Como em relação a todos os medicamentos do género, um uso prolongado pode originar sensação de ardor na região anal e excepcionalmente rectites congestivas. DATA DA REVISÃO DO TEXTO: Janeiro de 2009. Para mais informações deverá contactar o titular de Autorização de Introdução no Mercado. Medicamento não Sujeito a Receita Médica.