O que são?

Menstruação e dores menstruais

Comummente designada por “período”, a menstruação acontece na vida de uma mulher em média por volta dos 13 anos. Esta é a fase da vida que se diz que uma menina se transforma numa mulher, pois adquire a possibilidade de poder engravidar.
Dores menstruais

O que é a menstruação?
A menstruação é uma perda cíclica de sangue vaginal, com uma duração de 2 a 7 dias. Esta perda de sangue resulta da descamação do "forro" do útero (endométrio) em cada ciclo menstrual. A menstruação acontece quando o óvulo não é fecundado.

O que é o ciclo menstrual?
O ciclo menstrual é o espaço que decorre entre o primeiro dia de uma menstruação até o primeiro dia da menstruação seguinte.

Como contar os dias do ciclo menstrual?
Como o ciclo menstrual começa no primeiro dia da menstruação, o número de dias do ciclo menstrual conta-se do primeiro dia de menstruação até ao dia que antecede a próxima menstruação. Para uma ideia mais precisa do tempo de duração do ciclo menstrual, pode-se apontar num calendário as datas de início da menstruação.

O que são as dores menstruais?
As dores menstruais, também designadas por dismenorreia, são dores pélvicas durante o período menstrual. Pensa-se que são contracções do útero, efeito de certas hormonas locais, que estão associadas à descamação do endométrio ("forro" do útero).

O que deve ser motivo de preocupação?

  • A dismenorreia intensa (dores menstruais) que não passa com os medicamentos.
  • A dismenorreia que surge na mulher, que antes não tinha dores menstruais.
  • Sempre que a dismenorreia seja acompanhada de alterações, como menstruação mais abundante do que o habitual;
  • Sempre que a dismenorreia seja acompanhada de alterações, como corrimento ou hemorragia fora da altura normal da menstruação.

O que se pode fazer para diminuir as dores menstruais?
Estas são algumas indicações do que se pode fazer para diminuir as dores menstruais:

  • Fazer exercício físico;
  • Tomar medicamentos analgésicos e, principalmente, anti-inflamatórios;
  • Tomar a pílula (sempre prescrita por um médico).
Fonte: 
DGS
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock