Conselhos práticos

Diminuir o consumo diário de gordura

Atualizado: 
15/09/2014 - 10:11
Uma alimentação com a ingestão de alimentos com alto teor de gordura pode provocar níveis de colesterol alto, aterosclerose, doença coronária e AVC (Acidente Vascular Cerebral). Tenha cuidado com a sua alimentação e modere o consumo deste tipo de alimentos.

 

 

 

 

 

 

Estas são algumas sugestões do que pode fazer para reduzir o consumo diário de gordura:

  • Procure ler o rótulo dos alimentos que compra e sempre que a informação nutricional estiver disponível, escolha o produto com menor quantidade de gordura;
  • Reduza a quantidade de gordura que usa para cozinhar, preferindo sempre o azeite a outros tipos de gorduras de adição (ex.: óleos, margarinas, manteiga ou banha);
  • Evite o consumo regular dos seguintes alimentos:

- Rissóis, croquetes, bolinhos ou pastéis de bacalhau, chamuças e outros “salgadinhos”;

- Folhados, quiches, empadas e outras tartes;

- Produtos de pastelaria e confeitaria (ex.: croissants, bolas de Berlim, natas, etc.);

- Produtos de charcutaria e salsicharia (ex.: salsichas, fiambre, chouriço, linguiças, alheiras, paio, chourição, toucinho, etc.);

- Refeições tipo fast-food (ex.: pizzas, hambúrgueres, cachorros quentes, etc.);

- Panados de carne, peixe, queijo ou fiambre;

- Batatas fritas e outros aperitivos;

- Maionese, mostarda, molhos com natas e outros muito gordurosos, etc.

- Caldos concentrados (ex.: galinha, boi, marisco, etc.);

- Patês (ex.: fígado, atum, etc.);

- Bolachas e biscoitos;

- Chocolates, bombons, snacks de chocolate e gorduras para barrar de chocolate;

- Determinados tipos de queijo;

  • Limite a gordura usada para o tempero de alimentos no prato, preferindo sempre o azeite a outros molhos;
  • Evite fritar os alimentos; opte por processos que requerem menor quantidade de gordura (ex.: cozer, grelhar ou estufar). Se assar no forno adicione pouca gordura, preferencialmente azeite e rejeite o molho que fica na assadeira;
  • Retire toda a gordura visível dos alimentos antes de os confeccionar e também no prato;
  • Dê preferência ao peixe e a carnes magras (ex.: aves e coelho, retirando-lhes sempre a pele), em detrimento de carnes de mamíferos ou outras com maior quantidade de gordura. Lembre-se que o peixe ultra congelado, pode ser uma alternativa segura e perfeitamente aceitável como substituto do peixe fresco;
  • Consuma leite e seus derivados com baixo teor de gordura (meio gordo ou magro);
  • Se habitualmente recheia o pão com manteiga ou margarina, use apenas pequenas porções destas gorduras; 
Fonte: 
DGS
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock