Estudos

Estudo
A administração a crianças de vacinas pneumocócicas, que previnem doenças como a pneumonia e a meningite, tem um possível "efeito indireto" na redução do número de idosos com pneumonia pneumocócica, conclui um estudo.
Estudo
Quase metade dos estudantes universitários de Coimbra que participaram num inquérito sobre dádiva de sangue afirmam que não dão sangue "por medo", revela um estudo da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
Estudo
Um estudo publicado na revista "Nature" revelou que a genética determina se existe ou não a capacidade de os indivíduos se levantarem cedo e serem mais produtivos durante o dia, o que poderá reduzir o risco de sofrer de esquizofrenia e depressão face aos notívagos.
Estudo
Segundo uma nova meta-análise divulgada ontem pela publicação especializada The BMJ, que reúne informações de 13 investigações, a primeira pausa alimentar da manhã não deve ser menosprezada mas pode estar a ser sobrevalorizada.
Cientistas garantem
Uma equipa de cientistas afirma que um novo tratamento que está atualmente em desenvolvimento não terá os mesmos efeitos secundários associados à quimioterapia.
Investigação da Universidade de Aveiro
Imagine que tem de memorizar um conjunto de objetos, metade usados por pessoas doentes e a outra metade por pessoas saudáveis. Posteriormente é-lhe pedido para os indicar um a um. Quais recordaria com maior facilidade? Os que foram tocados por pessoas doentes. A resposta é dada por uma inédita investigação de uma equipa de psicólogas da Universidade de Aveiro. O trabalho sugere que esta peculiar façanha da memória se desenvolveu ao longo da evolução da espécie humana para proteger a saúde e, em última instância, a vida.
Estudo
Neuroengenheiros e neurocientistas criaram, com base na inteligência artificial, um sistema que dizem ser capaz de traduzir sinais cerebrais em discurso inteligível e que poderá ser promissor para pessoas com deficiência ou incapacidade na fala.
Estudo
A quimioterapia e a radiação são tratamentos eficazes contra o cancro, pois conseguem eliminar células em rápida divisão, incluindo células tumorais. Mas para as crianças – cujos corpos ainda estão em crescimento – esses tratamentos podem causar danos ao longo da vida. Esta é uma questão particularmente importante para crianças com cancro cerebral, pelo que os investigadores estão a trabalhar arduamente de forma a encontrar tratamentos que reduzam os efeitos secundários sem perderem a sua eficácia.
Estudo
Estudo mostra como o exercício regular interfere com os circuitos neuronais que induzem e cancelam o apetite. A longo prazo o equilíbrio entre ambos acaba por ser um bom antídoto contra os excessos alimentares e a obesidade
Estudo
Cientistas identificaram os genes em amostras de solo de uma das ilhas Svalbard, e alertam para a necessidade de controlar uso dos antibióticos e de desenvolver novas drogas, a fim de evitar uma crise global na saúde.

Páginas