Estudos

Estudo
Estudo mostra como o exercício regular interfere com os circuitos neuronais que induzem e cancelam o apetite. A longo prazo o equilíbrio entre ambos acaba por ser um bom antídoto contra os excessos alimentares e a obesidade
Estudo
Cientistas identificaram os genes em amostras de solo de uma das ilhas Svalbard, e alertam para a necessidade de controlar uso dos antibióticos e de desenvolver novas drogas, a fim de evitar uma crise global na saúde.
Estudo
Investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto concluíram que 20,2% das pessoas que residem em “zonas atrativas à deslocação” em seis municípios da Área Metropolitana do Porto vão a pé para o trabalho, revelou a responsável.
Estudo
Um tipo de cancro do sangue raro, que afeta sobretudo crianças, pode surgir devido ao prolongamento de determinadas células no timo, conclui um estudo feito em ratinhos pelo Instituto Gulbenkian de Ciência, hoje divulgado.
Estudo
Portugal está entre os países da OCDE que mais gasta com prestações sociais, sendo o quarto onde a despesa com pensões é maior, representando 13,3% do PIB.
Estudo
Cientistas das universidades de Coimbra, Porto e Nova de Lisboa identificaram novos alvos de combate a micobactérias atípicas que causam infeções pulmonares graves, num estudo ao longo de cinco anos, foi hoje anunciado.
Estudo
A aspirina fluidifica o sangue e evita que se formem coágulos nas artérias. Contudo, o sangue excessivamente fino pode provocar hemorragias.
Estudo
Investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto concluíram, com base num estudo que avaliou 730 indivíduos com mais de 55 anos, que os portugueses são mais afetados por demência vascular do que por Alzheimer.
Estudo
Investigadores da Universidade de Valladolid, Espanha, confirmaram o potencial das células estaminais mesenquimais da medula óssea no tratamento de doentes com lúpus.
Estudo
Uma simples análise ao sangue permite detetar sinais de lesões no cérebro em pessoas com risco de doença de Alzheimer, mesmo antes de sintomas como a confusão e a perda de memória surgirem, defendem cientistas num estudo hoje publicado.

Páginas