Estudos

Investigação da Universidade de Aveiro
Imagine que tem de memorizar um conjunto de objetos, metade usados por pessoas doentes e a outra metade por pessoas saudáveis. Posteriormente é-lhe pedido para os indicar um a um. Quais recordaria com maior facilidade? Os que foram tocados por pessoas doentes. A resposta é dada por uma inédita investigação de uma equipa de psicólogas da Universidade de Aveiro. O trabalho sugere que esta peculiar façanha da memória se desenvolveu ao longo da evolução da espécie humana para proteger a saúde e, em última instância, a vida.
Estudo
Neuroengenheiros e neurocientistas criaram, com base na inteligência artificial, um sistema que dizem ser capaz de traduzir sinais cerebrais em discurso inteligível e que poderá ser promissor para pessoas com deficiência ou incapacidade na fala.
Estudo
A quimioterapia e a radiação são tratamentos eficazes contra o cancro, pois conseguem eliminar células em rápida divisão, incluindo células tumorais. Mas para as crianças – cujos corpos ainda estão em crescimento – esses tratamentos podem causar danos ao longo da vida. Esta é uma questão particularmente importante para crianças com cancro cerebral, pelo que os investigadores estão a trabalhar arduamente de forma a encontrar tratamentos que reduzam os efeitos secundários sem perderem a sua eficácia.
Estudo
Estudo mostra como o exercício regular interfere com os circuitos neuronais que induzem e cancelam o apetite. A longo prazo o equilíbrio entre ambos acaba por ser um bom antídoto contra os excessos alimentares e a obesidade
Estudo
Cientistas identificaram os genes em amostras de solo de uma das ilhas Svalbard, e alertam para a necessidade de controlar uso dos antibióticos e de desenvolver novas drogas, a fim de evitar uma crise global na saúde.
Estudo
Investigadores do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto concluíram que 20,2% das pessoas que residem em “zonas atrativas à deslocação” em seis municípios da Área Metropolitana do Porto vão a pé para o trabalho, revelou a responsável.
Estudo
Um tipo de cancro do sangue raro, que afeta sobretudo crianças, pode surgir devido ao prolongamento de determinadas células no timo, conclui um estudo feito em ratinhos pelo Instituto Gulbenkian de Ciência, hoje divulgado.
Estudo
Portugal está entre os países da OCDE que mais gasta com prestações sociais, sendo o quarto onde a despesa com pensões é maior, representando 13,3% do PIB.
Estudo
Cientistas das universidades de Coimbra, Porto e Nova de Lisboa identificaram novos alvos de combate a micobactérias atípicas que causam infeções pulmonares graves, num estudo ao longo de cinco anos, foi hoje anunciado.
Estudo
A aspirina fluidifica o sangue e evita que se formem coágulos nas artérias. Contudo, o sangue excessivamente fino pode provocar hemorragias.

Páginas