Mantenha os valores correctos

Triglicéridos

Atualizado: 
10/05/2019 - 17:03
Os triglicéridos são gorduras que em excesso no organismo podem causar várias doenças, principalmente cardiovasculares.
Triglicéridos

O que são?

As duas principais substâncias gordas presentes no sangue são o colesterol e os triglicéridos. Qualquer uma delas é essencial ao organismo, no entanto se pelo sangue circularem em valores anormais (elevados) surgem problemas a médio/longo prazo.

Os triglicéridos resultam da transformação de alguns açúcares em gordura (lípidos), necessários no metabolismo das células e absorvidos a nível intestinal. O organismo obtém os triglicéridos através da produção no fígado (origem endógena) e da alimentação (origem exógena).

Contudo, em excesso no sangue (hipertrigliceridemia) origina o aparecimento de placas de gordura nas paredes internas das artérias, diminuindo consideravelmente a sua capacidade de acção e, consequentemente, obrigá-las a um maior esforço para realizarem o seu trabalho habitual, aumentando a probabilidade de surgirem doenças cardíacas e tromboses. Em geral, as pessoas que têm os triglicéridos elevados também têm o colesterol.

Valores

O problema da acumulação dos triglicéridos surge quando os seus níveis estão acima dos 150 mg/dl, dado que incrementam de forma acentuada a possibilidade da ocorrência de acidentes coronários. Por isso, o seu controlo é absolutamente fundamental para que se possa estar mais protegido contra as doenças cardiovasculares, que continuam a ser a principal causa de morte do século XXI.

Se os valores ultrapassam os 400 ou 500 mg/dl, poderá ter graves problemas pancreáticos, apenas resolvidos com o recurso a medicamentos e dietas restritivas.

Os erros alimentares são uma das causas dos triglicéridos elevados, embora haja muitas pessoas que comem grandes quantidades de gorduras e têm os valores dentro do normal. O que acontece é que nestes, as gorduras são processadas mais rapidamente para fora da circulação sanguínea. No entanto, a hereditariedade é o principal factor de risco para desenvolver hipertrigliceridemia. Ou seja, os filhos de pais com colesterol e triglicéridos elevados têm grande probabilidade de sofrer da mesma alteração.

Aconselha-se, por isso, uma alimentação pobre em gorduras, de forma a manter os níveis de triglicéridos normais. Deve evitar comer alimentos gordos, cozinhados em manteiga ou óleo, fritos e refogados, produtos ricos em açúcar ou sal, carnes vermelhas (especialmente suíno), enlatados e conservas ou molhos sintéticos (contrariamente aos de ervas ou caseiros que não sejam apimentados).

Nos alimentos que pode consumir encontram-se o café, chá, sumos de fruta naturais leite e iogurtes magros ou naturais, queijos de cabra ou ovelha, pão integral, hortaliças, verduras e legumes, carne branca (sobretudo de aves), peixe e fruta.

Sinais e sintomas

Os valores elevados de triglicéridos não costumam apresentar manifestações no organismo. Geralmente, as pessoas sabem dos valores alterados quando realizam análises, devido a outros sintomas, muitas vezes não associados ou em análises de rotina.

Valores bastantes elevados de triglicéridos podem desencadear uma infecção no pâncreas (pancreatite), que se manifesta por dor abdominal (barriga) intensa e numa fase posterior febre.

Factores de risco

- Haver pessoas na família com os triglicéridos e colesterol elevados;
- Maus hábitos alimentares (gorduras, doces e sal);
- Obesidade;
- Ingestão de álcool;
- Tabagismo;
- Diabetes;
- Pancreatite aguda;
- Alterações renais;
- Sedentarismo.

Tratamento

O objectivo do tratamento é baixar os valores de triglicéridos, para diminuir o risco de eventos cardiovasculares. A terapêutica pode ser uma conjugação de hábitos alimentares com medicamentos, nos casos mais difíceis de controlar.

Para muitos, pode mesmo ser necessário o acompanhamento de um nutricionista para o guiar numa dieta alimentar correcta, tendo em conta os alimentos proibidos e os benéficos. Também lhe será recomendada a prática de exercício físico, para evitar o sedentarismo e o excesso de peso.

Ao diminuir os valores de triglicéridos, diminui o risco de doenças cardíacas, tromboses, aterosclerose, etc.

Alimentos proibidos:

  • Açúcar, mel e doces em geral;
  • Massas: lasanha, canelone, ravioli, pizzas;
  • Farinhas (mandioca, milho, trigo);
  • Refrigerantes;
  • Bebidas alcoólicas.

Alimentos a consumir com moderação:

  • Bolachas de água e sal, e torradas;
  • Batata, mandioca, beterraba, arroz, macarrão, milho verde;
  • Leguminosas - feijões, ervilha, soja, lentilha, vagem.

Alimentos permitidos:

  • Leite desnatado;
  • Sumo de frutas;
  • Queijos magros;
  • Carnes magras;
  • Óleo vegetal em pouca quantidade (de preferência ao óleo de canola ou de milho);
  • Frutas e hortaliças.

Artigos relacionados

Plantas que ajudam a combater o colesterol

Factores de risco cardiovascular

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock