Saúde Infantil

Quimioterapia
O projeto “Cabelos Mágicos”, na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo, oferece desde há um ano cabeleiras inspiradas em personagens da Disney a crianças sujeitas a tratamentos de quimioterapia.
Direção-Geral da Saúde
A Direção-Geral da Saúde anunciou hoje a constituição de um grupo de trabalho para estudar a mortalidade infantil como uma das melhores demonstrações da evolução qualitativa dos cuidados de saúde e das condições socioeconómicas em Portugal.
Estudo
Um tipo de cancro do sangue raro, que afeta sobretudo crianças, pode surgir devido ao prolongamento de determinadas células no timo, conclui um estudo feito em ratinhos pelo Instituto Gulbenkian de Ciência, hoje divulgado.
Em França
Testes realizados em França encontraram glifosato e outros químicos em fraldas infantis.
Estudo
A crise socioeconómica que afeta a Venezuela e o aumento da incidência de doenças infecciosas e parasitárias terão desfeito quase duas décadas de progressos alcançados naquele país na área da mortalidade infantil, indica um estudo internacional.
Indústria farmacêutica
A indústria farmacêutica está a preparar-se para uma nova lei norte-americana que, segundo os investigadores, trará mais tratamentos para cancros pediátricos, a principal causa de morte por doença entre crianças.
Direção-Geral da Saúde
Mais de metade das mortes infantis que ocorreram no ano passado foram na fase neonatal, até aos 28 dias de vida do recém-nascido, segundo dados divulgados hoje pela Direção-Geral da Saúde.
DGS
A Direção-Geral da Saúde considera que a taxa provisória de mortalidade infantil em Portugal em 2018 está dentro da normalidade e que continua abaixo da média europeia, aconselhando cautela na análise dos dados.
Após dados da Direção-Geral da Saúde
A Ordem dos Médicos pediu hoje um "apuramento rápido" das causas do "aumento da mortalidade infantil", que, segundo dados provisórios da Direção-Geral da Saúde, registou em 2018 o valor mais elevado desde 2013.
Estudo
A bronquiolite é responsável por dois em cada dez internamentos de crianças com menos de dois anos, revela um estudo, segundo o qual a taxa de internamentos tem vindo a crescer, principalmente nos bebés menores de três meses.

Páginas