Doenças do Viajante

Malaria é provocada pelo "Plasmodium falciparum"
Febre, dores de cabeça e vómitos são os principais sintomas da Malária, uma doença infeciosa transmitida pela picada do...
Metade da população do planeta em risco de contrair a doença
Comemorar o Dia Mundial da Malária pretende sensibilizar-nos para a importância de uma doença devastadora que afecta uma grande...
Centros de Vacinação
Consulta do viajante
Consulte aqui as moradas e horários dos centros de vacinação da Consulta do Viajante
A doença mais comum de quem viaja:
Diarreia do viajante
A diarreia do viajante é o maior problema de saúde associado com a alimentação e as águas contaminadas.
Também conhecida como febre hemorrágica
O Ébola é uma doença causada por um vírus cujos sintomas iniciais incluem febre, fraqueza extrema, dores musculares e dor de...
Saiba como
Viajar em segurança
Conheça as medidas preventivas e vacinas obrigatórias antes de partir em viagem para destinos que comportam algum risco.
Na hora de viajar saiba quais são
Responsabilidades do viajante
No contexto de um crescente número de viagens internacionais, o viajante é confrontado com um conjunto de riscos para a saúde....
Quais deve ter
Cuidados antes de viajar
Se pretende viajar para fora da Europa, saiba os cuidados que deve ter em conta antes de seguir viagem.
Em viagem não se esqueça de evitar
Doenças sexualmente transmissíveis
Na altura de viajar não deve esquecer que as doenças sexualmente transmissíveis constituem um grave problema de saúde pública.
Comum em deslocações a grandes altitudes
Doença da altitude
A doença da altitude é um distúrbio causado pela falta de oxigénio em altitudes elevadas, existindo diversas formas da doença....

Páginas

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO NOME DO MEDICAMENTO: Microlax, 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml, Solução rectal e Microlax, 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml, Solução rectalCOMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA: Composição por microclister: Citrato de sódio: 450 mg ou 270 mg; Laurilsulfoacetato de sódio 45 mg ou 27 mg. Excipiente q.b.p.: 5 ml ou 3 ml. FORMA FARMACÊUTICA: Solução rectal (enema). A solução é viscosa, incolor e contém pequenas bolhas de ar incorporadas. INFORMAÇÕES CLÍNICAS – Indicações terapêuticas: Tratamento sintomático da obstipação rectal ou recto-sigmoideia; Encopresis; Obstipação durante a gravidez, obstipação associada ao parto e cirurgia (uso pré e pós­operatório); Preparação do recto e sigmóide para exames endoscópicos. Posologia e modo de administração: Adultos e crianças de idade superior a 3 anos: Administrar o conteúdo de uma bisnaga por dia. Na obstipação marcada pode vir a ser necessária a aplicação do conteúdo de duas bisnagas. Crianças até 3 anos: Na maioria dos casos é suficiente uma bisnaga de Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml. Modo e via de administração: 1. Retirar a tampa da cânula (Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml) ou quebrar o selo da cânula (Microlax a 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml). 2. Comprimir ligeiramente a bisnaga até aparecer uma gota na extremidade da cânula. 3.Introduzir a cânula no recto. 4.Comprimir completamente a bisnaga. 5.Retirar a cânula, mantendo a bisnaga comprimida. Contra-indicações:Hipersensibilidade às substâncias activas ou a qualquer dos excipientes. Advertências e precauções especiais de utilização: Recomenda-se evitar a utilização de Microlax no caso de pressão hemorroidária, fissuras anais ou rectais e colites hemorrágicas. Interacções medicamentosas e outras formas de interacção: Não foram realizados estudos de interacção. Efeitos indesejáveis: Doenças gastrointestinais: Frequência desconhecida (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis): Como em relação a todos os medicamentos do género, um uso prolongado pode originar sensação de ardor na região anal e excepcionalmente rectites congestivas. DATA DA REVISÃO DO TEXTO: Janeiro de 2009. Para mais informações deverá contactar o titular de Autorização de Introdução no Mercado. Medicamento não Sujeito a Receita Médica.