Dicionário de A a Z

Soja

A soja é uma leguminosa, sendo mesmo chamada de super-leguminosa, pois contrariamente às outras leguminosas apresenta características muito diferentes.
Rebentos de soja

O seu elevado valor proteico e a presença de todos os aminoácidos essenciais é o que mais a distingue das leguminosas convencionais como o feijão, o grão ou as ervilhas. Este valor proteico é comparável ao da carne, é rica em fósforo e contém grande quantidade de Vitamina A, B, C e D.

A sua qualidade na prevenção de doenças também lhe é reconhecida devido ao alto teor de ácidos gordos poli-insaturados e fibra e ao seu reduzido teor de gordura saturada.

As doenças cardiovasculares são exemplo disso mesmo, pois ao substituir as proteínas ingeridas através da carne pelas da soja, reduz-se significativamente o desenvolvimento deste tipo de doenças.

A regulação do peso e um trânsito intestinal equilibrado são outros dos benefícios da soja. O seu elevado teor de fibras torna a digestão mais lenta, prolonga a sensação de saciedade e retarda a absorção de alguns nutrientes. Apenas há que ter em atenção a forma como é cozinhada, pois sendo frita, por exemplo em hamburgers, estes efeitos benéficos não se verificam devido à excessiva presença de gordura.

Embora seja um alimento pobre em cálcio é uma ajuda comprovada no combate à osteoporose pois ajuda à sua retenção no organismo.

Existem vários estudos, inconclusivos, que admitem que também possa actuar na prevenção de determinados tipos de cancro como o da mama, da próstata e do cólon. Esta ligação poderá estar relacionada com a proteína da soja e os seus componentes bioactivos (isoflavonas), pois crê-se contribuírem para inibir o crescimento das células cancerígenas.

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock