Mais frequente em grupos fechados

Pneumonia atípica

Atualizado: 
17/09/2014 - 16:09
As pneumonias atípicas são pneumonias causadas por microrganismos diferentes dos denominados tipicamente.
Pneumonia atípica

Habitualmente a pneumonia é causada por bactérias, vírus ou fungos. No entanto, existem pneumonias causadas por agentes diferentes dos referidos, sendo que os mais frequentes são Mycoplasma e Chlamydia, dois microrganismos semelhantes às bactérias.

O Mycoplasma pneumoniae é a causa mais frequente em indivíduos entre os 5 e os 35 anos de idade. As epidemias verificam-se especialmente em grupos fechados, tais como estudantes, pessoal militar e famílias.

As epidemias tendem a difundir-se lentamente, dado que o período de incubação dura entre 10 e 14 dias. Este tipo de pneumonia aparece com mais frequência na Primavera.

A pneumonia causada por micoplasmas começa, frequentemente, com cansaço, inflamação da garganta e tosse seca. Os sintomas pioram paulatinamente e os acessos de tosse forte podem eliminar a expectoração. Cerca de 10 a 20 por cento dos afectados apresentam erupção cutânea. Às vezes, apresentam anemia, dores articulares ou perturbações neurológicas.

Os sintomas costumam persistir durante uma a duas semanas e após este período o processo de melhoria é lento. Alguns doentes continuam débeis e cansados ao fim de várias semanas. Embora a pneumonia causada por micoplasmas possa ser grave, habitualmente é ligeira e a maioria dos doentes recupera sem qualquer tratamento.

A bactéria Chlamydia pneumoniae é outra causa frequente de pneumonia nas pessoas entre os 5 e os 35 anos de idade, embora possa também afectar pessoas mais velhas.

A doença transmite-se de pessoa a pessoa, pelas partículas expulsas com a tosse e os s sintomas são semelhantes aos da pneumonia causada por micoplasmas. A maioria dos casos não se reveste de gravidade, embora o índice de mortalidade entre os adultos de mais idade que contraem a doença seja de 5 a 10 por cento.

O diagnóstico de ambas as doenças baseia-se numa análise de sangue para detectar os anticorpos face ao microrganismo suspeito e nas radiografias ao tórax. Os dois tipos de pneumonia respondem a tratamento medicamentoso, mas não se deve interromper o tratamento demasiado cedo, uma vez que os sintomas podem reaparecer.

Fonte: 
Manual Merck
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock