Dia Nacional do Doente Coronário

A Periodontite e as doenças cardiovasculares

Apesar de decréscimo registado nos últimos anos, as doenças cardiovasculares continuam a ser a primeira causa de morte em Portugal. Pesquisas recentes mostram que a periodontite pode estar associada ao desenvolvimento destas doenças.

As doenças cardiovasculares estão associadas a vários fatores de risco. A doença periodontal é um deles.

Estudos recentes comprovam esta relação justificando-a com o facto de que as proteínas inflamatórias e as bactérias, presentes no tecido periodontal, penetram na corrente sanguínea provocando alterações a nível do sistema cardiovascular.

Esta conclusão foi retirada de uma pesquisa que envolveu mais de 650 participantes, e de onde foi possível observar a relação entre a presença de bactérias, que causa periodontite, e o espessamento da parede dos vasos sanguíneos observado em doenças cardíacas.

Os pesquisadores demonstraram ainda que os indivíduos com doença periodontal têm o dobro de probabilidades de sofrer de doenças cardíacas, do que os indivíduos sem doença periodontal.

Por outro lado, a passagem frequente de algumas bactérias orais para o sangue pode, ainda, permitir a acumulação das mesmas na parede do coração, levando ao desenvolvimento de um quadro de infeção, conhecido por endocardite. A endocardite não acontece em corações saudáveis e desenvolve-se quando germes entram na corrente sanguínea, viajam até o coração (normalmente com alguma condição de saúde pré-existente) e se ligam às suas válvulas ou tecido. Na maior parte dos casos a infecção é causada por uma bactéria, mas fungos ou outros microrganismos também podem levar ao desenvolvimento da doença.

Deste modo, o tratamento periodontal de pacientes com cardiopatias é de fundamental importância.

De acordo com a Academia Americana de Periodontia, o tratamento da periodontite pode prevenir o desenvolvimento e progressão de arteriosclerose.

O que é a doença Periodontal?
Antigamente conhecida como piorreia, a doença periodontal corresponde a uma inflamação e/ou infeção dos ligamentos e ossos que dão suporte aos dentes.

A periodontite acontece quando a gengivite (inflamação e infecção das gengivas) não é tratada ou quando o seu tratamento é adiado. Os quadros infecciosos e inflamatórios passam das gengivas para os ligamentos e ossos que dão suporte aos dentes. A perda deste suporte faz com que os dentes fiquem soltos e acabem por cair, fazendo da doença periodontal a principal causa de perda de dentes nos adultos.

São fatores de risco:

  • Gengivite
  • Predisposição genética
  • Maus hábitos de saúde bucal
  • Tabaco
  • Diabetes
  • Idade avançada
  • Má nutrição
  • Alguns medicamentos
  • Alterações hormonais relacionadas com a gravidez ou menopausa
  • Abuso de substâncias, como álcool e drogas
  • Problemas dentários estruturais

A boa higiene oral é, deste modo, a melhor forma de prevenção da periodontite. Ela deve incluir a escovagem e o uso de fio dentário diariamente, para além de limpezas profissionais regulares dos dentes.

A prevenção e o tratamento da gengivite reduzem, também, o risco de desenvolvimento da doença periodontal.

Sofia Esteves dos Santos
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock