Na criança

Febre

A febre - aumento da temperatura corporal - é um sintoma que pode ser causado por uma grande variedade de situações. As causas mais frequentes são as infecções.

A febre é uma elevação da temperatura do corpo para a defesa do organismo. É normalmente uma resposta a uma situação infecciosa benigna de curta duração.

É habitual a temperatura subir ao final da tarde e que no pico febril a criança fique prostrada (com actividade diminuída) e sem apetite.
 
 
 
Como medir a temperatura
Os locais de medição de temperatura podem ser vários, no entanto, considera-se febre acima dos 38˚C de temperatura rectal.
 
Temperatura axilar
O termómetro deve ser colocado na axila, mantendo o braço firmemente apertado junto ao tórax durante quatro minutos ou até o termómetro dar sinal sonoro. Corresponde a 1˚C abaixo do valor rectal.
 
Temperatura rectal
Introduzir o termómetro no recto da criança durante dois minutos
 
Temperatura timpânica
Tem a vantagem da comodidade e da rapidez. Requer um termómetro próprio. O valor corresponde a 0,5˚C abaixo do valor rectal.
 
Medidas gerais
 
  • Avaliar a temperatura regularmente;
  • Manter temperatura do ambiente entre os 18˚C e os 20˚C com local arejado sem correntes de ar;
  • Dar antipirético prescrito – medicamento para baixar a temperatura, como por exemplo, o paracetamol – se a temperatura acima dos 38,5˚ C rectal ou conforme recomendação do seu médico;
  • Avaliar temperatura 30 minutos depois de dar antipirético;
  • Se após os 30 minutos a temperatura não baixar: arrefecer a criança com uma toalha molhada em água morna, friccionando com suavidade a pele (após 30 minutos voltar a avaliar a temperatura);
  • Oferecer líquidos à temperatura ambiente para evitar a desidratação; Bebés com amamentação exclusiva mantêm a amamentação.

Agasalhar ou despir
Na subida de temperatura quando a criança está com calafrios e extremidades frias deve-se aquece-la após a administração do antipirético.

Já no arrefecimento há que permitir a libertação de calor despindo gradualmente a criança.

Quando consultar o médico

  • Criança com menos de três meses de idade;
  • Quando a febre se mantém após três dias, apesar da medicação e das medidas gerais;
  • Febre acompanhada de vómitos repetidos, dificuldade respiratória e manchas na pele;
  • Se surgir algum dos sinais de alerta.

Sinais de alerta

  • Convulsão;
  • Manter prostração após a toma do antipirético;
  • Sinais de desidratação;
  • Dificuldade respiratória;
  • Manchas na pele.
Fonte: 
USF Mactamã
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock