Siga os conselhos

Controlar a raiva

A raiva é um sentimento normal e que qualquer pessoa já experienciou. Poderá até ser considerado saudável, quando não nos deixamos consumir por ela ao ponto de afectar a saúde e relacionamentos. Para tal é preciso saber controlá-la.

É certo que a raiva não é um sentimento agradável e quando se diz que pode até ser saudável, é porque em casos de frustração em relação a alguma tarefa mal executada, a raiva controlada pode levar a querermos fazer mais e melhor aperfeiçoando assim as aptidões de cada um.

Como em muitas coisas na vida, quando levada ao extremo a raiva pode ser um sentimento bastante negativo e prejudicial para a saúde.

A dor, a injustiça, as críticas ou a frustração são apenas alguns dos factores que podem desencadear o sentimento de raiva. Os níveis de intensidade variam de pessoa para pessoa, pois algo que irrita severamente alguém pode ser apenas aborrecido para outro.

A raiva descontrolada e constante poderá levar a problemas de saúde físicos e mentais. Para lidar da melhor maneira com este problema procure seguir estes conselhos:

1.Fale com os seus amigos e deixe-os serem uma ajuda
Deve procurar ajuda junto daqueles que considera serem os seus pilares no seu grupo de amigos. Os amigos são isso mesmo, para o bom e para o mau podemos contar com eles. Os conselhos de alguém que está de fora podem ser preciosos e mais racionais. Eles estarão lá para apoiá-lo e juntamente consigo procurar a melhor solução para controlar a raiva que possa sentir em relação a alguma coisa que o tenha afectado. Não guarde tudo apenas para si, conversar faz bem e alivia o stress.

2.Quebre os momentos de raiva
Respire fundo, conte até 20, pense primeiro antes de dizer alguma coisa, encontre um espaço onde possa voltar à estabilidade antes de tomar uma decisão a quente da qual se possa vir a arrepender. Estas são apenas algumas sugestões do que pode fazer, encontre a sua e utilize-a sempre que precisar.

3.Faça exercício físico
O exercício físico é um excelente meio para aliviar o stress e funciona da mesma maneira para a raiva.

4.Tente colocar-se do outro lado
Se a raiva tem origem em algo que outra pessoa fez ou disse, procure ver a situação do lado dessa mesma pessoa. Se existir alguma razão lógica, esta poderá ser a única maneira de o perceber e ultrapassar esse sentimento.

5.Saiba perdoar
Saber perdoar é uma virtude. Lembre-se que não pode esperar que as pessoas se comportem exactamente como queremos. Em momentos de raiva conseguir perdoar vai fazê-lo sentir-se melhor e muito provavelmente irá fazer com que a outra pessoa o reconheça como alguém a quem deve respeitar e tratar de maneira correcta.

6.Existem muitas coisas bem mais importantes do que a raiva
Por vezes a raiva pode tornar uma pessoa cega ao ponto de não pensar em mais nada. Lembre-se que existe todo um mundo à sua volta. Os amigos, a família, aquilo que realmente  lhe dá prazer em fazer, estas sim são as coisas que devem ocupar o seu pensamento e não o resto.

7.Imagine a vida sem alguma raiva
Imagine que a raiva é como se fosse um condimento picante e que serve apenas para apimentar a sua vida. Afinal de contas se corresse sempre tudo à nossa maneira e fosse tudo perfeito a vida poderia ser bastante monótona, não acha?!

8.Oiça com atenção antes de responder
Não deixe que o sentimento de raiva se antecipe. Oiça com atenção o que os outros têm para lhe dizer. Assim terá maior probabilidade de ser assertivo na sua resposta, evitando posteriormente um sentimento de raiva maior, por uma má decisão gerada pela sua raiva.

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock