Saiba como evitar

Prisão de ventre ou obstipação

Atualizado: 
06/05/2019 - 11:28
Prisão de ventre ou obstipação não é uma doença, mas sim uma designação para descrever a dificuldade de evacuação associada ao retardamento do tempo médio do trânsito intestinal.

 

Quem sofre de prisão de ventre pode apresentar:

  • dificuldade em evacuar, podendo ter dor;
  • intervalo de tempo entre cada evacuação superior a 3 dias;
  • fezes duras e secas difíceis de expulsar;
  • sensação de evacuação incompleta geradora de mal-estar;
  • flatulência e sensação de inchaço abdominal.

 

 

A prisão de ventre pode ser classificada como:

Crónica
Quando começa a pouco e pouco e se prolonga no tempo (mais de 3 meses), resultado de uma dieta pobre em fibras e de uma vida sedentária, entre outras.

Aguda
Quando surge de forma repentina (resolve-se em 4-5 dias), podendo estar associada a alterações recentes do estilo de vida.

A prisão de ventre pode ter múltiplas causas:

  • Alimentação desequilibrada (ausência de fibras)
  • Ingestão insuficiente de líquidos
  • Stress
  • Sedentarismo e falta de exercício físico
  • Psicológicas (ansiedade, depressão)
  • Outros problemas de saúde (hipotiroidismo, diabetes, etc)
  • Certos medicamentos (ex: antidepressivos, antihipertensores, antiácidos, etc)
  • Gravidez
  • Viagens

Não espere que o assunto se resolva por si só!

O tratamento da prisão de ventre, na maioria dos doentes, assenta em dois pilares fundamentais: modificação do estilo de vida e terapêutica farmacológica.

A terapêutica farmacológica, baseada na utilização de laxantes, deverá ser realizada de forma sequencial e progressiva.

De acordo com as orientações clínicas para tratamento da prisão de ventre crónica, em 1ª opção, devem ser privilegiados os laxantes cujo mecanismo de atuação é o mais parecido com a ação fisiológica: os laxantes expansores de volume fecal. Estes são fibras terapêuticas que vão aumentar o volume das fezes no intestino. Estas fibras de origem vegetal, não são digeridas e dissolvem-se no fluído intestinal, conduzindo à retenção de água no interior do intestino, com aumento do volume das fezes e diminuição da sua consistência.

Estes laxantes são reeducadores intestinais que são geralmente bem tolerados, estimulando o peristaltismo e acelerando o trânsito intestinal, de modo a que o intestino volte a funcionar normalmente.

Como evitar/prevenir prisão de ventre?

  1. Faça várias pequenas refeições ao longo do dia
  2. Adote uma alimentação saudável e rica em fibra (ex: vegetais, fruta, cereais/pão integrais).
  3. Ingira grandes quantidades de líquidos, no mínimo 1,5 litros. (ex: comece o dia bebendo um copo de água ou sumo de laranja logo de manhã. Evite as bebidas com gás).
  4. Respeite os horários das refeições.
  5. Coma lentamente e mastigue bem os alimentos.
  6. Tenha uma atividade física regular.
  7. Evite uma vida sedentária (procure andar um pouco a pé após as refeições).
  8. Não espere quando tem vontade de evacuar.
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock