Sistema Pele

Como combater os agentes infeciosos
A pele é um tecido altamente dinâmico cuja principal função é a proteção do organismo, impedindo a fuga de substâncias...
Doença não é contagiosa
A Psoríase é uma doença muito antiga que deriva da palavra grega “psora” que significa prurido (comichão). Foi confundida na...
Presidente da ADERMAP fala sobre a doença e sua missão
No dia em que se assinalou pela primeira vez o Dia Mundial da Dermatite Atópica, estivemos à conversa com Joana Camilo, a...
Entrevista
Prurido intenso, sensação de ardor, perturbação do sono e irritabilidade são os principais sintomas e complicações da Dermatite...
Lesões persistentes
Lábios gretados, inchados ou descolorados são, muitas vezes, sinónimo de problemas de saúde menos visíveis ou evidentes que não...
Alguns medicamentos podem desencadear reação cutânea
Sendo um problema pouco comum, a fotossensibilidade é uma reação cutânea à luz solar que envolve o sistema imunológico e que...
Proteção também se faz à mesa
O tempo quente e os dias de sol convidam a passar mais tempo ao ar livre, no entanto, apesar da exposição solar adequada ser...
Calor e humidade
Verão é sinónimo de calor, férias e diversão. No entanto, fique a saber que esta é também a época ideal para o aparecimento de...
Doenças Alérgicas
As doenças alérgicas têm adquirido um papel cada vez mais importante no grupo das patologias mais prevalentes nos países...
Especialista explica
A Esclerose Sistémica é uma doença reumática auto-imune, rara, caracterizada pela presença de fibrose da pele e/ou orgãos...

Páginas

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO NOME DO MEDICAMENTO: Microlax, 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml, Solução rectal e Microlax, 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml, Solução rectalCOMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA: Composição por microclister: Citrato de sódio: 450 mg ou 270 mg; Laurilsulfoacetato de sódio 45 mg ou 27 mg. Excipiente q.b.p.: 5 ml ou 3 ml. FORMA FARMACÊUTICA: Solução rectal (enema). A solução é viscosa, incolor e contém pequenas bolhas de ar incorporadas. INFORMAÇÕES CLÍNICAS – Indicações terapêuticas: Tratamento sintomático da obstipação rectal ou recto-sigmoideia; Encopresis; Obstipação durante a gravidez, obstipação associada ao parto e cirurgia (uso pré e pós­operatório); Preparação do recto e sigmóide para exames endoscópicos. Posologia e modo de administração: Adultos e crianças de idade superior a 3 anos: Administrar o conteúdo de uma bisnaga por dia. Na obstipação marcada pode vir a ser necessária a aplicação do conteúdo de duas bisnagas. Crianças até 3 anos: Na maioria dos casos é suficiente uma bisnaga de Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml. Modo e via de administração: 1. Retirar a tampa da cânula (Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml) ou quebrar o selo da cânula (Microlax a 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml). 2. Comprimir ligeiramente a bisnaga até aparecer uma gota na extremidade da cânula. 3.Introduzir a cânula no recto. 4.Comprimir completamente a bisnaga. 5.Retirar a cânula, mantendo a bisnaga comprimida. Contra-indicações:Hipersensibilidade às substâncias activas ou a qualquer dos excipientes. Advertências e precauções especiais de utilização: Recomenda-se evitar a utilização de Microlax no caso de pressão hemorroidária, fissuras anais ou rectais e colites hemorrágicas. Interacções medicamentosas e outras formas de interacção: Não foram realizados estudos de interacção. Efeitos indesejáveis: Doenças gastrointestinais: Frequência desconhecida (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis): Como em relação a todos os medicamentos do género, um uso prolongado pode originar sensação de ardor na região anal e excepcionalmente rectites congestivas. DATA DA REVISÃO DO TEXTO: Janeiro de 2009. Para mais informações deverá contactar o titular de Autorização de Introdução no Mercado. Medicamento não Sujeito a Receita Médica.