O que é?

Preservativo masculino

O preservativo masculino é um invólucro de látex que é desenrolado sobre o pénis para evitar que secreções, incluindo sémen, entrem na vagina. Um preservativo deve também ser utilizado juntamente com um espermicida.
Preservativo masculino

Como é que os preservativos masculinos funcionam?
O preservativo é utilizado envolvendo o pénis e armazenando o sémen após a ejaculação, evitando que os espermatozoides entrem dentro da vagina.

Os preservativos de látex previnem da maioria das Doenças Sexualmente Transmissiveis (DST). Infelizmente e tal como outros métodos, o preservativo não é 100% fiável na protecção contra as DST. O Herpes e o Papiloma Vírus Humano (PVH) são um exemplo em que o preservativo não protegerá totalmente. Para além disso, o mau manuseamento do preservativo pode originar o rompimento do mesmo antes ou durante o acto sexual.

A única situação considerada segura para a não utilização do preservativo, é quando a sua relação é de confiança e de longa duração e o/a seu/sua parceiro/a obteve resultados negativos nos exames às DST.

Benefícios
Os preservativos são 97% eficazes e protegem contra a maioria das DST quando utilizados regularmente e correctamente. O preservativo é o único método contraceptivo que pode prevenir as DST.

Desvantagens

  • Muitas pessoas queixam-se de falta de sensibilidade;
  • O preservativo pode escorregar durante o acto sexual;
  • O mau manuseamento pode fazer com que o preservativo se rompa;
  • Alguns homens e mulheres podem ser alérgicos ao látex.

Onde comprar?
Podem ser comprados em farmácias, supermercados, lojas de conveniência, em alguns espaços nocturnos ou pode obtê-los gratuitamente no seu Centro de Saúde.

Preservativos, VPH e Hepatite B
Os preservativos oferecem protecção contra a maioria das DST, mas não protegem contra duas das mais comuns: o VPH e a Hepatite B.

O VPH pode ser transmitido pelo sexo ou apenas pelo contacto genital. Alguns tipos de VPH causam apenas verrugas de pele inofensivas, outros verrugas genitais mas alguns podem provocar mesmo o cancro do colo do útero. O exame ginecológico chamado Papanicolaou pode detectar este tipo de cancro, de modo a iniciar atempadamente o tratamento.

O vírus da Hepatite B transmite-se principalmente através do sémen ou sangue e mais raramente através da saliva ou de secreções vaginais. Um exame ao sangue permite detectar o virús. Existe uma vacina eficaz que permite proteger contra a Hepatite B e é aconselhável, caso seja uma pessoa sexualmente activa.

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock