Mais frequentes nos pés

Onicomicoses representam cerca de 50% de todos problemas das unhas

Atualizado: 
20/02/2015 - 12:46
O uso de sapatos fechados e a utilização de balneários são algumas das condições que potenciam o aparecimento das onicomicoses. São infecções fúngicas que surgem nas unhas e que exigem tratamentos longos.

9 a 12 meses é, em média, o tempo necessário para tratar uma onicomicose. Este é o termo utilizado para caracterizar qualquer infecção fúngica na unha. Seja na unha dos pés ou das mãos, embora as onicomicoses sejam sete vezes mais frequentes nas unhas dos pés.

“Os casos mais leves e comuns tendem a afectar a parte lateral e mais afastada da zona de crescimento da unha, provocando alterações na sua cor e tornando-a amarelada, esbranquiçada ou acastanhada”, explica Miguel Rocha, farmacêutico especialista em Podologia, acrescentando que, para além da alteração da cor da unha, também o espessamento é frequente. O espessamento anormal da unha, tornar-se mais quebradiça e com maior probabilidade de esfarelar são também sinais que estamos perante uma infecção fúngica.

 

Factores de risco

“As onicomicoses representam cerca de 50% de todos os problemas de unhas, sendo na maioria dos casos consequência de outros problemas da pele, como por exemplo o pé de atleta”, alerta Miguel Rocha sublinhando que algumas doenças potenciam o seu aparecimento, “como a diabetes mellitus, a psoríase ou problemas circulatórios”.

Porém também a utilização de espaços comuns - piscinas e balneários -, o envelhecimento, os traumatismos ungueais e o uso de calçado apertado podem ser factores de risco para o aparecimento desta infecção. O especialista alerta ainda para profissões e outras situações onde as mãos e os pés estejam constantemente húmidos potenciam o aparecimento das onicomicoses.

 

Tratamento

O tratamento destas infecções é possível e deve ser feito com produtos adequados e recomendados pelo médico ou farmacêutico. “Existem várias possibilidades disponíveis, em formato de caneta ou verniz em pincel, mas a cura da unha só se verifica quando todos os microrganismos forem eliminados”, alerta o especialista.

E como o crescimento de uma unha nova e saudável demora cerca de 6 meses no caso das unhas das mãos, e entre 9 a 12 meses para as unhas dos pés é muito importante assegurar a eliminação completa do fungo para que a unha nova chegue e continue saudável. É que se isso não for conseguido… tem de continuar o tratamento.

 

Previna o seu aparecimento

As onicomicoses podem ser evitadas, se adoptados alguns comportamentos preventivos que diminuam a probabilidade de aparecimento da infecção:

  • Lavar e secar cuidadosamente os pés todos os dias, com especial atenção para os intervalos entre os dedos;
  • Não compartilhar toalhas ou tapetes de banho;
  • Utilizar meias de algodão e calçado respirável (não sintético);
  • Mudar de meias diariamente;
  • Evitar o calçado apertado;
  • Usar chinelos em zonas de banhos públicos (piscinas e balneários);
  • Tratar o pé de atleta antes que a infecção avance para as unhas.
Célia Figueiredo
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock