Saiba quais são:

Mitos associados à exposição solar

Será que o sol melhora a acne ou causa flacidez? Depois de estar bronzeada posso apanhar sol à vontade? São muitos os mitos em torno da exposição solar, alguns podem mesmo ser perigosos para a sua saúde. Descubra o que é mito e quais são as verdades.
Mitos exposição solar

O Mito: O bronzeado é saudável.
A Verdade: O bronzeado resulta de uma reacção da pele para se defender dos efeitos nefastos da radiação UV. 

O Mito: O bronzeado protege-nos do sol.
A Verdade: Um bronzeado escuro numa pele originalmente clara só oferece um factor de protecção solar (FPS) de cerca de 4. 

O Mito: Não se pode ficar queimado pelo sol em dias nublados.
A Verdade: Até 80 por cento da radiação solar pode atravessar um leve manto de nuvens. E o nevoeiro pode mesmo aumentar a exposição à radiação UV. 

O Mito: Não se fica queimado enquanto se está na água.
A Verdade: A água oferece uma protecção mínima contra a radiação UV, e o reflexo da luz na água pode aumentar a nossa exposição à radiação UV. 

O Mito: A radiação UV durante o inverno não é perigosa.
A Verdade: A radiação UV é geralmente menos intensa durante os meses de inverno, mas a reflexão da luz na neve pode fazer duplicar a nossa exposição total, especialmente em zonas de grande altitude. 

O Mito: Os protectores solares protegem-nos para que possamos estar ao sol durante muito tempo.
A Verdade: Os filtros solares não são para aumentar o tempo de exposição ao sol, mas sim para aumentar a protecção quando a exposição é inevitável. A protecção que asseguram depende criticamente da sua correcta aplicação. 

O Mito: Se fizer intervalos regulares durante os banhos de sol não se fica queimado.
A Verdade: A exposição a radiação UV é cumulativa ao longo do dia. Se houver um longo período de exposição, não adianta fazer pausas, pois a radiação acontece durante o dia todo. 

O Mito: Se não se sentem os quentes raios do sol, não se fica queimado.
A Verdade: A queimadura solar é causada pela radiação UV, a qual não se sente. A maior parte do calor é causado pela radiação visível e infravermelha do sol e não pela radiação UV. Os raios UV não são vistos a olho nu e não podem ser sentidos. O que faz o corpo aquecer é a radiação infravermelha. 

O Mito: Durante exposições excessivas somente o protector solar é capaz de nos proteger da acção dos raios solares.
A Verdade: O protector deve ser usado de forma correcta, e não garante protecção prolongada. Use-o para se proteger e não se queimar. 

O Mito: Fico protegida dos raios se estiver bronzeada.
A Verdade: Peles brancas possuem uma protecção limitada, mesmo se a pele estiver bronzeada. 

O Mito: Todos os tipos de óculos escuros protegem dos raios UV.
A Verdade: Óculos com lentes de boa qualidade são capazes de filtrar raios UV. Contudo, há aqueles que só escurecem e não são filtros, tornando-se prejudiciais e aumentando o risco de doenças. 

O Mito: Apesar das lâmpadas fluorescentes terem UV, não são prejudiciais à saúde.
A Verdade: As lâmpadas fluorescentes emitem raios UV e é necessário, mesmo num ambiente fechado, usar protector solar. 

O Mito: Bonés e óculos protegem-nos do sol e não é preciso protector.
A Verdade: Apesar dos bonés e óculos nos protegerem do sol, é precioso usar, o protector solar, pois esses acessórios só ajudam na protecção, juntamente com o filtro solar. Use também protectores labiais.

 

Fonte: 
Euromelanoma
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock