Alimentação saudável

Alimentos que deve deixar de comer

“Ano novo, vida nova” - esta é a máxima que nos acompanha no início de cada ano. E, sendo a adoção de um estilo de vida saudável uma das resoluções de fim de ano mais comuns, saiba que alimentos devemos cortar da nossa dieta para cumprirmos este objetivo.

Não é novidade nenhuma que alguns alimentos são um perigo para a nossa saúde. Outros devem ser consumidos de forma moderada. De acordo com alguns especialistas há alimentos que devem ser banidos das nossas refeições.

Sal. Hoje em dia, sendo grande parte dos alimentos processados, o sal está presente, de uma forma indireta, nas nossas mesas. Dados recentes mostram que consumimos quase o dobro do valor diário recomendado de sal, sendo por isso desaconselhado o seu uso.

Adoçantes. Embora pareçam saudáveis, os adoçantes devem ser evitados. Alguns estudos revelam que, uma vez que se tratam de substâncias artificiais, estes podem trazer alguns prejuízos para a saúde, como o caso de alergias, enxaquecas, falta de concentração e mudança do paladar.

Açúcar branco. Com elevado índice glicémico, quando ingerido em excesso pode ser responsável pelo excesso de peso e diabetes.

Farinha branca. Pobre em nutrientes, tem alto valor glicémico, tal como o açúcar.

Gorduras saturadas. Os alimentos que têm uma maior relação com as doenças cardiovasculares são os que possuem gorduras saturadas na sua composição. Entre os vilões dos alimentos processados, ricos neste tipo de gorduras, estão as bolachas e os biscoitos recheados. Aconselha-se, deste modo, a que tenha atenção aos alimentos processados e leia sempre os rótulos.

Refrigerantes. Os refrigerantes são um dos maiores inimigos das dietas, fornecendo grandes quantidades de açúcar. Engana-se se pensa que os designados de light ou diet não fazem mal à saúde! Na realidade estes possuem grandes quantidades de conservantes e fosfatos, que ameaçam a saúde óssea e aumentam a ansiedade. Para além disso, graças aos aditivos químicos que fazem parte da sua composição, eles podem ser responsáveis pela retenção de líquidos e pelo aumento do suco gástrico, o que pode dar origem a gastrites, entre outros.

Alimentos light ou diet. Estes alimentos devem ser banido ou consumidos com muita moderação.  Entenda que diet significa que foi retirado algum nutriente – pode ser açúcar, sódio ou outro, e estão, habitualmente, indicados ou direcionados a um público específico, como é o caso dos diabéticos. Light é aquele que tem um valor energético baixo ou que foi reduzido, pelo menos, em 25%. De acordo com alguns especialistas este alimentos não ajudam a emagrecer, como muitos acreditam.

Carne Vermelha. Devemos ter atenção à quantidade que ingerimos. O seu consumo em excesso é responsável pelo aumento do risco de doenças cardiovasculares, hipertensão e cancro. O ideal é consumir entre 100 a 200 gramas por dia. E sempre que possível, substituí-la por carnes brancas.

Carnes processadas. A salsicha, por exemplo composta por corantes e realçadores de sabor deve ser eliminada da sua dieta.

Sumos de pacote. Na realidade estes sumos possuem uma quantidade muito reduzida de fruta, sendo uma mistura de água, açúcar, realçadores de sabor e corantes.

Gelatina. A gelatina é um produto industrializado, artificial e que contém grandes quantidades de corantes e açúcar. E, ao contrário do que muitos pensam, não tem fruta como ingrediente. Nutricionistas aconselham a que faça a sua própria gelatina, usando para o efeito gelatina vegetal – também conhecida por ágar-agar - e a sua fruta preferida. 

Sofia Esteves dos Santos
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock