Alimentação saudável

5 Alimentos que devem fazer parte da sua dieta durante a Primavera

Com a chegada da Primavera devemos adaptar e ajustar as nossas escolhas alimentares diárias, de forma a aproveitar o que de melhor nos oferecem os alimentos desta temporada.

Os alimentos próprios da estação em que as horas de luz aumentam, os dias ficam mais quentes e as flores florescem são muito variados e têm em comum o facto de serem extraordinariamente ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes.

Os morangos têm um forte papel antioxidante e anti-inflamatório, devido à sua riqueza em vitamina C. Também são uma boa fonte de folatos e fibra.
Por serem de fácil preparação e muito práticos podem ser um óptimo snack para levar na lancheira ou uma excelente opção para enriquecer o pequeno-almoço, adicionando uma mão cheia ao iogurte, por exemplo.

As nêsperas, características da paisagem mediterrânica, são uma das frutas mais ricas em carotenos (quanto mais alaranjada for a sua cor, maior a presença de carotenos). Esta fruta caracteriza-se também pela sua riqueza em fibras solúveis, nomeadamente a pectina. A pectina atrasa o tempo de esvaziamento gástrico e intestinal e contribui para a diminuição da absorção de colesterol.

As acelgas, conhecidas pelos seus calos coloridos (brancos, amarelos, laranjas e avermelhados) são uma excelente fonte de vitamina A, vitamina C, ácido fólico e cálcio. As folhas podem ser consumidas cruas ou cozidas, por exemplo em sopas ou para fazer esparregado.

As ervilhas e as favas são uma excelente fonte de proteína de origem vegetal, hidratos de carbono complexo e fibra. Na ervilha, encontramos vitaminas do grupo B, vitamina C, potássio, ferro e fósforo e na fava destaca-se a presença de ácido fólico, magnésio, ferro e fósforo.

As leguminosas são um alimento com uma óptima relação qualidade/preço, pois enriquecem as refeições, tanto do ponto de vista energético como pela presença de diferentes nutrientes, a baixo custo. Além disso, são muito versáteis de cozinhar, podem ser consumidas cozidas, guisada ou estufadas podem ser adicionadas a saladas frias ou para fazer sopa.

Sempre que possível, prefira as leguminosas secas em vez das leguminosas enlatadas muito ricas em sal e conservantes.

Catarina Soares de Oliveira - Nutricionista
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
Pixabay