Adeus celulite

A dieta e os alimentos que ajudam a combater a “casca de laranja”

A celulite, também conhecida como “casca de laranja” afeta cerca de 70% a 80% das mulheres depois da puberdade e as causas podem ser diversas. No entanto, sabia que com uma dieta equilibrada e com a escolha dos alimentos certos pode despedir-se da inimiga número 1 de todas as mulheres? A nutricionista Catarina Soares de Oliveira explica.

A celulite - Lipodistrofia Ginóide- resulta de uma alteração dos tecidos subcutâneos (na camada abaixo da pele), nomeadamente afeta o tecido conjuntivo e caracteriza-se por uma acumulação de gordura e tecido fibrosos. A microcirculação também sofre alterações comprometendo a correta irrigação.

A celulite, também conhecida como “casca de laranja” afeta cerca de 70% a 80% das mulheres depois da puberdade e as causas podem ser diversas. Pensa-se que a principal causa do aparecimento da celulite seja genética, mas os fatores ambientais também devem ser considerados, nomeadamente os fatores alimentares, o sedentarismo, o tabagismo e alterações hormonais.

De acordo com a severidade, a celulite pode ser classificada em diferentes graus

  • grau 1 -  Sem irregularidades na pele quando se encontra de pé ou deitado. As irregularidades ou ondulações na pele só são visíveis quando os músculos são contraídos ou quando a pele é pinçada;
  • grau 2 - As irregularidades na pele são visíveis sem manipulação quando está de pé, mas não se notam quando deitada.;
  • grau 3 -  Notam-se pequenas ondulações e depressões espontaneamente
  • grau 4 – As alterações na pele são mais significativas, as ondulações e depressões são maiores. Em algumas zonas são percetíveis nódulos e o toque pode revelar-se doloroso.

Não existe uma fórmula mágica para acabar com a celulite, mas um estilo de vida saudável, hábitos saudáveis e escolhas equilibradas que vão fazer toda a diferença no combate à celulite.

De forma a combater o aparecimento dos primeiros sinais de celulites e para diminuir e impedir o agravamento da celulite, comece por encontrar um plano de exercícios e de alimentação adaptados às suas necessidades individuais e aos seus gostos.

 É essencial que a pratica regular de exercício físico e que os cuidados com a alimentação sejam adaptados a si, são hábitos que deve ganhar para a vida e para todos os dias.

No que diz respeito à alimentação, o planeamento é fundamental para conseguir facilmente organizar as refeições do dia.

O dia alimentar deve ser composto por pelo menos por 5 a 6 refeições, de modo a nunca ficar mais de 2h30 a 3 horas sem comer, o jejum noturno não deve ser superior a 8 a 10 horas.

Comer pequenas porções, mais vezes ao longo do dia promove a sensação e saciedade, evitando o desejo de petiscar snacks mais energéticos e ricos em gordura e/ou açúcar. Além disso, as refeições intermédias ajudam a manter o metabolismo ativo e consequentemente a queimar mais massa gorda.

Hidratação e eliminação de toxinas

A água é a bebida de eleição e vai desempenhar um papel muito importante na hidratação do organismo, na elasticidade das células, na promoção do bom funcionamento do sistema linfático e também na eliminação das toxinas.

No mínimo, deve ser ingerido 1,5 litros de água ao longo do dia.

Como complemento, opte por alimentos com efeito drenante como por exemplo a papaia e o abacaxi. A bromelina é uma enzima que encontramos no abacaxi e que lhe confere propriedades anti-inflamatória, outra mais valia para quem procura combater a celulite.

Antioxidantes e Fibra

A dieta deve ser rica em produtos frescos e pouco ou nada processados, como as frutas e os hortícolas. Estes alimentos são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes que contribuem para o bom funcionamento do organismo.

Privilegie o consumo de verduras de folha verde escura, frutos vermelhos,tomate,

O chá verde, além do seu efeito papel diurético, é um poderoso antioxidante que ajuda na redução do desenvolvimento da celulite. Contudo, o consumo desta bebida deve ser moderado ou evitado por pessoas com hipertensão.

Os cereais integrais, as leguminosas e frutos secos são alimentos muito completos que fornecem energia e os nutrientes necessários ao nosso corpo e contribuem para um maior aporte de fibra. A fibra vai promover a sensação de saciedade e por isso ajudar a reduzir a ingestão de calorias. Além disso, vai regular e diminuir os picos de açúcar no sangue.

Ómega 3

A ingestão moderada de alimentos ricos em ómega 3, como peixes gordos - salmão, atum, sardinha, cavala - os frutos secos – nozes, amêndoas, avelãs - e algumas sementes ajudam a reduzir a inflamação dos adipócitos (células gordas), e a diminuir o aspeto ondulado da pele.

Os alimentos a limitar, por oposição, são os alimentos processados e artificiais com o teor elevado de açúcar refinado ou xaropes, gordura, sal e conservantes.

Evite o consumo de produtos ricos em açúcar, principalmente açúcar refinado, como os produtos pastelaria, doces, guloseimas, chocolates, gelados, sumos e refrigerantes.

Modere também o consumo de alimentos ricos em sal, gorduras, principalmente gorduras trans e gorduras saturadas, como por exemplo fritos, batatas fritas de pacote, aperitivos salgados, conservas, folhados, salgados, enchidos e produtos de charcutaria.

Combata a celulite com um estilo de vida mais ativo e mais equilibrado. Mexa-se mais, não se esqueça de manter uma hidratação adequada e prefira alimentos naturais, de origem vegetal, frescos e pouco processados!

Catarina Soares de Oliveira - Nutricionista
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock