Mantenha-se alerta

Abusos sexuais

Por palavras ou acções o abuso sexual está bem presente na sociedade e é, na maior parte dos casos, omitido pelas vítimas.
Abusos sexuais

 

Considera-se abuso sexual o sexo praticado por meios violentos, ameaçadores ou de chantagem. Os predadores sexuais são, na maioria dos casos, difíceis de identificar. Têm vidas consideradas normais e praticam os abusos a quem os rodeia de uma forma insuspeita.

 

 

 

Podemos definir os diferentes tipos de abuso sexual como:

· Violação

· Pedofilia

· Assédio sexual

· Exploração sexual

A violação ocorre quando o acto sexual não é desejado e é praticado por obrigação ou imposição de uma das partes. Pode acontecer entre familiares, conhecidos e desconhecidos. A vítima muitas das vezes, por vergonha, tenta esconder e não denuncia o agressor.

A pedofilia refere-se à prática sexual com menores. O agressor aproxima-se da criança de uma forma amigável e, aproveitando-se da sua inocência, acaba por convencê-la a consumar o acto. Por vezes a vítima pode tornar-se alvo de chantagem por parte do agressor de modo a que este consiga mais facilmente repetir o abuso.

O assédio sexual verifica-se quando há uma sedução excessiva que não é correspondida. Pode acontecer com qualquer indivíduo e em diversas situações, mas é uma prática mais comum em ambiente laboral e entre diferentes graus de hierarquia. O agressor sendo de um grau hierárquico mais elevado, aproveita-se disso para limitar as escolhas da vítima obrigando-a por vezes a ceder.

A exploração sexual dá-se quando o agressor beneficia financeiramente, através da prostituição ou promoção sexual não desejada da vítima. As redes de prostituição e pedofilia são exemplo disso.

Todos estes abusos são considerados crime, e ambas as partes envolvidas carecem de tratamento e acompanhamento por parte de especialistas. Os agressores pelas razões óbvias de perturbações mentais, e as vítimas, não só pelos traumas causados mas também porque podem vir a desenvolver, no futuro, o mesmo tipo de perturbações do agressor causadas pelos abusos a que foram sujeitas.
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock