Infarmed

Infarmed
O Infarmed, em colaboração com o Titular de AIM, vai retirar do mercado o medicamento Locabiosol 125 microgramas, solução para pulverização bucal ou nasal, indicado no tratamento local das afeções das vias aéreas superiores (rinofaringite).
Infarmed
Em Fevereiro de 2015, o Ministério da Saúde decidiu comparticipar a 100% os medicamentos Sovaldi (sofosbuvir) e Harvoni (sofosbuvir + ledipasvir), iniciando uma nova estratégia nacional para o tratamento da Hepatite C, assente num modelo de financiamento vertical e numa política de acesso universal, de forma a garantir o tratamento de todos os doentes registados no Serviço Nacional de Saúde.
Questões comuns
Implantes mamários
Normalmente surgem muitas dúvidas quando se põe a hipótese de colocar implantes mamários. Aqui procuramos ajudá-la a ficar...
O que são?
Alertas medicamentos
Alertas são informações que descrevem problemas de qualidade ou segurança de medicamentos de uso humano ou veterinários,...
Procedimento
Cirurgia implante mamário
Quando opta por recorrer à colocação de implantes mamários, deve proceder de uma forma consciente e informar-se bem sobre todas...
Avaliação técnico-científica
Medicamentos
A avaliação técnico-científica tem por objectivo garantir a qualidade, segurança e eficácia dos medicamentos colocados no...
O que são?
Medicamentos naturais
Como o nome indica, um medicamento à base de plantas é um produto farmacológico cuja preparação deriva da utilização de...
Os diferentes tipos
Tipos de implantes mamários
Embora o silicone seja o material mais utilizado nos implantes mamários, existem também outras opções. O material não é o único...
Alertas e indicações
Medicamentos e condução
Há medicamentos que podem ter um impacto mais negativo na condução do que o álcool, especialmente no início do tratamento ou...
Cuidados a ter
Medicamentos viagem
Quando viaja deve tomar algumas precauções em relação aos medicamentos a utilizar, as causas prováveis do país para onde se...

Páginas

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO NOME DO MEDICAMENTO: Microlax, 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml, Solução rectal e Microlax, 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml, Solução rectalCOMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA: Composição por microclister: Citrato de sódio: 450 mg ou 270 mg; Laurilsulfoacetato de sódio 45 mg ou 27 mg. Excipiente q.b.p.: 5 ml ou 3 ml. FORMA FARMACÊUTICA: Solução rectal (enema). A solução é viscosa, incolor e contém pequenas bolhas de ar incorporadas. INFORMAÇÕES CLÍNICAS – Indicações terapêuticas: Tratamento sintomático da obstipação rectal ou recto-sigmoideia; Encopresis; Obstipação durante a gravidez, obstipação associada ao parto e cirurgia (uso pré e pós­operatório); Preparação do recto e sigmóide para exames endoscópicos. Posologia e modo de administração: Adultos e crianças de idade superior a 3 anos: Administrar o conteúdo de uma bisnaga por dia. Na obstipação marcada pode vir a ser necessária a aplicação do conteúdo de duas bisnagas. Crianças até 3 anos: Na maioria dos casos é suficiente uma bisnaga de Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml. Modo e via de administração: 1. Retirar a tampa da cânula (Microlax a 270 mg/3 ml + 27 mg/3 ml) ou quebrar o selo da cânula (Microlax a 450 mg/5 ml + 45 mg/5 ml). 2. Comprimir ligeiramente a bisnaga até aparecer uma gota na extremidade da cânula. 3.Introduzir a cânula no recto. 4.Comprimir completamente a bisnaga. 5.Retirar a cânula, mantendo a bisnaga comprimida. Contra-indicações:Hipersensibilidade às substâncias activas ou a qualquer dos excipientes. Advertências e precauções especiais de utilização: Recomenda-se evitar a utilização de Microlax no caso de pressão hemorroidária, fissuras anais ou rectais e colites hemorrágicas. Interacções medicamentosas e outras formas de interacção: Não foram realizados estudos de interacção. Efeitos indesejáveis: Doenças gastrointestinais: Frequência desconhecida (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis): Como em relação a todos os medicamentos do género, um uso prolongado pode originar sensação de ardor na região anal e excepcionalmente rectites congestivas. DATA DA REVISÃO DO TEXTO: Janeiro de 2009. Para mais informações deverá contactar o titular de Autorização de Introdução no Mercado. Medicamento não Sujeito a Receita Médica.