Cuidados a ter

Evite os excessos alimentares este Natal

Atualizado: 
20/12/2018 - 09:42
Esta quadra festiva é propícia aos excessos à mesa. Ora porque uns são mais gulosos e não resistem aos doces de Natal, ora porque esta época do ano pede comidas mais ricas para aquecer corpo e alma. O que não sabe, ou que prefere não se lembrar, é que alguns perigos se escondem na mesa da Consoada.

Apesar de todos estarmos em risco no que toca a uma alimentação rica em gordura, sal ou açúcar, a verdade é que há grupos mais vulneráveis que devem evitar os excessos que se cometem nesta altura do ano. São eles diabéticos, hipertensos ou doentes cardiovasculares. Enquanto uns alimentos são proibidos, outros devem seguir algumas recomendações no que toca à sua confecção.

Por isso se é diabético ou hipertenso, saiba que deve ter cuidado com o sal. Se não passa sem o bacalhau da Consoada, tenha o cuidado de o demolhar durante alguns dias para que perca o excesso de sal. E em vez de o acompanhar com as tradicionais batatas, opte pela batata-doce e hortaliça.

Se optar pela carne, escolha o peru. É uma boa fonte de proteína, sendo rica em carne magra.

Quanto às bebidas, se toma medicação evite as bebidas brancas. No entanto, se tem a pressão controlada, saiba que pode brindar com uma ou duas taças de vinho branco ou champanhe, no máximo. Mas não se esqueça: se tiver dúvidas, aconselhe-se com o seu médico sobre o que pode ou não pode consumir nesta época do ano.

Por outro lado, se tem colesterol elevado, dizem os entendidos que se deve manter afastado do marisco que, apesar de apresentar um baixo teor de gordura, apresenta um nível alto de colesterol.

Caso sofra do coração, não coma fritos nem abuse dos doces. No máximo coma duas fatias douradas e, se não resiste a uma sobremesa, escolha fruta. É mais saudável e saciante.

Em todos os casos, recomenda-se moderação e, os especialistas defendem, que deve optar sempre por fazer algumas alterações à tradição.

Apostar nos estufados sem refogar os alimentos ou nos cozinhados a vapor, é uma opção saudável para esta época e altamente recomendada para resto do ano.

Se optar pelos assados, saiba que deve retirar a parte mais queimada dos alimentos antes de os servir, fazendo-os acompanhar por arroz simples, legumes ou leguminosas.

Outros truques para evitar os excessos (e que servem para todos nós!)

Coma mais vezes, mas em pequenas quantidades

Em vez das três principais, opte por fazer cinco ou seis refeições mais pequenas, ao longo do dia.

Tome um bom pequeno-almoço

O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia. Começar o dia com um bom pequeno-almoço ajuda a acelerar o metabolismo e dá-lhe energia.

Dê preferência a fibras e proteínas

Uma dieta rica em fibras (pão, arroz, massa e cereais integrais, frutas, legumes, sementes e nozes) e em proteínas (carne e peixe branco, lacticínios magros), além de ser saudável, é altamente saciante, ajudando-nos a evitar cair em tentação, mantendo-nos afastados dos alimentos ricos em gordura ou açúcar.

Menos hidratos de carbono, mais legumes.

Embora não deva eliminar completamente os hidratos de carbono da sua dieta, o seu consumo deve ser moderado e, se possível, ir reduzindo a sua quantidade substituindo-os por legumes.

Experimente substituir o arroz ou as batatas por legumes assados, grelhados, cozidos, salteados ou ao vapor. O seu corpo vai agradecer!

Adote estas medidas todo o ano

Não basta adotar estas medidas durante esta época do ano. Faça delas um estilo de vida e mantenha-se saudável.

Sofia Esteves dos Santos
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock