Revisão contínua

Agência Europeia de Medicamentos inicia revisão da vacina Covid-19 Inativada da Sinovac

O comité de medicamentos humanos (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos anunciou, hoje, que deu início a uma revisão contínua da Vacina COVID-19 (Célula vero) Inativada, desenvolvida pela Sinovac Life Sciences Co., Ltd.

A decisão do CHMP de iniciar a revisão contínua baseia-se em resultados preliminares de estudos laboratoriais (dados não clínicos) e estudos clínicos. Estes estudos sugerem que a vacina desencadeia a produção de anticorpos que visam o SARS-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19, e pode ajudar a proteger contra a doença.

Em comunicado a autoridade europeia faz saber que esta revisão “continuará até que haja provas suficientes para um pedido formal de autorização de introdução no mercado”.

A EMA avaliará a conformidade da vacina COVID-19 (Célula Vero) Inativada com as normas habituais da UE em matéria de eficácia, segurança e qualidade. Embora não possa prever os prazos globais, “deve levar menos tempo do que o normal para avaliar uma eventual aplicação devido ao trabalho realizado durante a revisão em curso”, esclarece em comunicado.

Como é que a vacina vai funcionar?

A vacina Covid-19 (Célula vero) Inativada deverá preparar o corpo para se defender contra a infeção com SARS-CoV-2. A vacina contém SARS-CoV-2 que foi inativado (morto) e não pode causar a doença. Esta vacina, explica a EMA, “também contém um 'adjuvante', uma substância que ajuda a fortalecer a resposta imune à vacina”.

“Quando uma pessoa recebe a vacina, o seu sistema imunitário identifica o vírus inativado como estranho e faz anticorpos contra ele. Se, mais tarde, a pessoa vacinada entrar em contacto com a SARS-CoV-2, o sistema imunitário reconhecerá o vírus e estará pronto para defender o corpo contra ele”, acrescenta.

 

Fonte: 
Agência Europeia de Medicamentos
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock