População sénior

Como manter-se seguro e mentalmente ativo em tempo de isolamento

Atualizado: 
07/04/2020 - 10:58
Perante a epidemia do coronavírus (COVID-19), é pedido a toda a população sénior que se mantenha em casa. Sempre que residam sozinhos e perante o isolamento é fundamental garantir que se mantêm seguros, mas ativos física e mentalmente.

Para isso o Grupo ORPEA reuniu uma série de dicas e sugestões para os mais velhos aplicarem no seu dia-a-dia, durante o isolamento: 

Seguir hábitos alimentares corretos

Mantenha uma dieta variada e equilibrada, é essencial em qualquer idade, especialmente na terceira idade. Deve evitar gorduras e açúcar e aderir a outros grupos de alimentos, como legumes e frutas.

Não esquecer a mente

Não basta cuidarmos apenas do nosso exterior, é igualmente importante cuidarmos da mente. A melhor maneira de o fazer é permanecer mentalmente ativo e não passar muitas horas a ver televisão que não estimula o cérebro, levando à inatividade mental. Atividades como ler e desenhar estimulam o cérebro e é também muito importante dormir adequadamente, pois a falta de sono reduz a atividade plástica do cérebro, alterando a concentração, memória e humor.

Dizer não ao stress e ansiedade

Embora neste momento o stress faça parte do dia-a-dia de toda a gente, a ansiedade que dura por longos períodos de tempo altera o cérebro, aumentando o risco de demência. A prática regular de técnicas de relaxamento, como meditação ou ioga, melhorará as habilidades de gestão do stress, que se traduzirão num melhor funcionamento cognitivo. É importante manter-se informado, mas evite passar muito tempo a ver televisão e a receber constantemente informações sobre o coronavírus e outros temas que lhe possam causar ansiedade.

Exercício físico 

A atividade física constante e moderada é benéfica para a mobilidade a longo prazo. O exercício físico é bom para o corpo e também para a mente, pois melhora a atenção, memória e fluência verbal. Na impossibilidade de sair de casa é importante manter-se ativo dentro de casa. Atividades artísticas como dançar para além de o manterem ativo também estimulam a atividade cerebral e, como se isso não bastasse, a criatividade é altamente recompensada.

Manter o contacto com pessoas

Mantenha o contacto com familiares e amigos através do telefone, irá ajudar a manter uma atitude mais positiva e a desenvolver aspirações. Se precisar de alguma coisa como comida, medicamentos, ajuda na limpeza da casa ou com outro tipo de assuntos peça ajuda aos seus familiares e amigos e mantenha também contacto com a junta de freguesia e farmácia da sua localidade de residência.

Plano de emergência

Mesmo que sejam adotadas todas as medidas recomendadas devemos estar preparados e saber exatamente como agir perante uma emergência. É essencial que saiba com quem entrar em contato e como pode fazê-lo de forma rápida, caso precise de ajuda.

Fonte: 
Brieftwice
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock