Formas mais frequentes

Traumatismo ocular

Os traumas oculares podem acontecer em diferentes ocasiões, tais como: no ambiente familiar, no trabalho ou em actividades de lazer.
Lesão ocular

Traumatismos Químicos - Ácidos ou Bases
Exigem lavagem imediata dos olhos com soro fisiológico ou água, utilizando uma seringa sem agulha. Devem lançar-se jactos fortes com a finalidade de arrastar o produto químico.

As queimaduras químicas são acompanhadas de fotofobia e blefarospasmo (encerramento reflexo das pálpebras), impedindo uma boa observação e dificultando a lavagem. Neste caso, a instilação de algumas gotas de um anestésico tópico acaba por atenuar aquele reflexo, permitindo uma melhor visualização e lavagem do globo ocular.

 

Actuação:

  • Irrigação abundante e imediata com soro fisiológico ou água (jacto com seringa);
  • Penso ocular com pomada de antibiótico, em abundância;
  • Referenciar para oftalmologia.

Traumatismos Contusos e/ou Perfurantes (Globo Ocular e/ou Órbita)
Um forte traumatismo nos olhos pode levar a perfuração do globo ocular assim como qualquer agente perfurante pode produzir uma ferida incisa do globo ocular.

Perfuração e ferida incisa do globo ocular são situações que impõem referenciação imediata para um Serviço de Urgência Hospitalar.

Por isso, a suspeita destas situações requer cuidados rigorosos. A melhor ajuda será:

  • Nunca tentar abrir os olhos nem afastar as pálpebras e jamais pressionar o olho;
  • Aplicar um penso ocular, sem comprimir nem utilizar pomadas;
  • Na eventualidade da dor ser muito forte, instilar algumas gotas de colírio anestésico tópico, evitando-se que o blefarospasmo contribua para o esvaziamento do globo ocular;
  • Referenciar de imediato para Serviço Hospitalar.

Nunca deixar de considerar a hipótese de ruptura do globo ocular perante uma situação de acidente de viação, de trabalho, doméstico ou desporto e lazer.

Traumatismos Superficiais (unha, papel, planta, etc.)

Queixas frequentes:

  • Dor;
  • Lacrimejo;
  • Fotofobia.

Como agir:

  • Penso ocular com pomada de antibiótico.

Corpos Estranhos Superficiais (limalha, areia, etc.)

Queixas frequentes:

  • Sensação de corpo estranho;
  • Dor;
  • Lacrimejo;
  • Fotofobia.

Como agir:

  • Lavagem com soro fisiológico ou água;
  • Penso ocular com pomada de antibiótico;

Caso o corpo estranho permaneça, referenciar para oftalmologia.

Fonte: 
DGS
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock