Órgãos dos sentidos

Olfacto

O sentido do olfacto regula a percepção das substâncias voláteis e intervém, em maior ou menor grau, segundo as espécies, na procura de alimentos, no reconhecimento do território e na procura de parceiros para o acasalamento.
Olfacto

Olfacto humano
No homem, os receptores olfactivos localizam-se na parte superior das fossas nasais, mais precisamente na chamada mucosa olfactiva. Externamente, o órgão olfactivo é o nariz. Seu suporte ósseo é composto pelos ossos nasais da parte superior e, na sua secção central, há uma membrana cartilaginosa unida ao osso vômer, que separa as fossas. Em cada fossa nasal distinguem-se canais delimitados pelos chamados cornetos ou ossos turbinados.

As vias nasais são recobertas pela mucosa olfactiva. Os receptores olfactivos situados nessa mucosa são células epiteliais específicas, ou células olfactivas. Cada célula olfactiva prolonga-se  num axónio, que atravessa a lâmina crivada do osso etmóide do crânio para terminar no bulbo olfactivo, onde ocorre a sinapse com os dendritos das células mitrais, que formam os glomérulos olfactivos. Estas formações comunicam-se, por sua vez, com os centros olfactivos do sistema nervoso central.

Para que a mucosa olfactiva seja impressionada adequadamente, a substância odorante deve ser volátil a tal ponto que as suas moléculas se desprendam e sejam carregadas para dentro das narinas pela corrente de ar. Além disso, a humidade da mucosa nasal precisa de se manter dentro de determinados limites.

Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock