Saúde oral

O que não deve fazer na hora de escovar os dentes

A saúde oral e a saúde em geral estão intimamente relacionadas. E é por isso que os cuidados de higiene oral não devem ser descurados. No entanto, há um conjunto de erros que se devem evitar quando chega a hora de escovar os dentes. Com a ajuda do especialista em medicina dentária, Paulo Marques, mostramos-lhe o que não deve fazer!
  1. Usar uma escova dentária com cerdas duras, não melhora a higiene e contribui para o desgaste do esmalte e a recessão gengival.
  2. Escovar os dentes com força excessiva. Os movimentos com a escova devem ser suaves e cuidadosos, com a técnica adequada (técnica de Bass) e durante pelo menos dois minutos.
  3. Usar escovas antigas e desgastadas. As escovas devem ser substituídas com regularidade, nomeadamente quando as cerdas alteram o seu alinhamento original.
  4. Escovar os dentes com frequência exagerada. Os dentes devem ser escovados após as principais refeições.
  5. Usar grande quantidade de dentífrico para escovar os dentes. Deve-se utilizar uma pequena quantidade de pasta dentífrica, é a escova que promove a higiene e a desorganização da placa bacteriana.
  6. Utilizar uma pasta dentífrica muito abrasiva. Pode contribuir para o aparecimento de sensibilidade e não limpa necessariamente melhor.
  7. Escovar os dentes imediatamente após as refeições. O ideal é aguardar 30 minutos após as refeições para escovar os dentes, que será o tempo necessário para a saliva atuar e neutralizar o pH dos alimentos e das bebidas.
  8. Bochechar com água quando não há tempo para a escovagem. A escova é o melhor acessório de higiene oral, pode ser utilizada sem pasta dentífrica.
  9. Esquecer de escovar algumas regiões dos dentes. A higiene oral deve incluir as mucosas, língua e todas as faces dentárias, ter cuidado especial com as faces interproximais. Usar o fio e o escovilhão dentários.
  10. Usar indiscriminadamente elixires orais. A sua utilização deve ser limitada por períodos de tempo e com indicações precisas do médico.
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock