19 recomendações

Síndrome da Morte Súbita no Lactente

A Síndrome da Morte Súbita no Lactente, como o nome indica, é a morte súbita do bebé no primeiro ano de vida, durante o sono. A causa de morte é inexplicável, mesmo após investigações científicas sobre o assunto.

A Academia Americana de Pediatria, em 2016, preconiza que seja criado um ambiente seguro para o sono, sugerindo 19 recomendações para reduzir o risco deste fenómeno.

1. Posição supina - Para reduzir o risco de morte súbita, os bebés devem ser colocados a dormir na posição supina, ou seja, de barriga para cima, pelo menos até atingir 1 ano de idade. Dormir de lado não é seguro e não é aconselhável.

2. Usar uma superfície firme - Os bebés devem ser colocados numa superfície firme para dormirem. Deve-se ter em atenção para não deixar espaço livre entre o colchão e a parede do berço!

3. O aleitamento materno é recomendado - As mães devem amamentar o bebé, exclusivamente, até aos 6 meses!

4. É recomendado que o bebé durma no mesmo quarto que os pais, perto da cama dos pais, mas numa superfície diferente e adequada, pelo menos até aos 6 meses de idade.

5. Manter objetos macios e roupa de cama solta, fora do local de sono do bebé. - Almofadas, colchas, lençóis soltos, brinquedos macios, protetores de berço, etc, podem obstruir o nariz e a boca do bebé, levando ao sufoco ou estrangulamento.

6. Oferecer uma chupeta na hora de dormir.

7. Evitar exposição ao cigarro durante a gravidez e após o nascimento do bebé.

8. Evitar álcool e drogas ilícitas durante a gravidez e após o nascimento do bebé.

9. Evitar sobreaquecer e cobrir a cabeça do bebé. - No máximo, devem apenas ter uma camada a mais que o adulto.

10. As mulheres grávidas devem obter cuidados pré-natais regulares.

11. Os bebés devem ser imunizados conforme as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS) e Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP). - A vacinação ajuda a proteger o seu bebé contra o desenvolvimento de muitas doenças!

12. Evitar usar dispositivos comerciais que sejam inconsistentes com as recomendações do sono seguro.

13. Não usar dispositivos/monitores com a finalidade da redução do risco.

14. É recomendado que o bebé, quando acordado e sob supervisão, fique durante algum tempo de barriga para baixo para facilitar o desenvolvimento da sua força e o seu desenvolvimento motor.

15. Não se recomenda embrulhar o bebé num cobertor (“swaddling”) para minimizar o risco de morte.

16. Os profissionais de saúde devem apoiar as recomendações acima descritas desde o nascimento do bebé, orientando os pais e os cuidadores.

17. Os meios de comunicação (televisão, revistas, jornais e websites) devem seguir as diretrizes de “sono seguro” nos seus anúncios.

18. As campanhas de segurança no sono com o objetivo de diminuir o risco de morte súbita e outras causas de morte relacionadas com o sono devem continuar.

19. A pesquisa e a vigilância dos riscos causadores da morte súbita e outras mortes relacionadas com o sono devem continuar, com o objetivo de os eliminar.

Se lhe surgirem quaisquer dúvidas, contacte o seu Enfermeiro ou Médico de Família.

Dormir em supina é de barriga para cima!!!

Referências Bibliográficas:
American Academy of Pediatrics. (2016). SIDS and Other Sleep-Related Infant Deaths: Updated 2016 Recommendations for a Safe Infant Sleeping Environment.
Notação de bibliografia da Direção-Geral da Saúde (DGS)/Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP).

Diogo Santos e Eva Sousa - alunos da 28º turma do curso de licenciatura em Enfermagem da Escola Superior de Saúde de Leiria com supervisão da Equipa de Enfermagem da Unidade de Saúde Familiar Marquês – ACES Pinhal Litoral
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock