Lesões persistentes

O que os lábios nos dizem sobre a nossa saúde

Lábios gretados, inchados ou descolorados são, muitas vezes, sinónimo de problemas de saúde menos visíveis ou evidentes que não devem ser descurados.

Apesar de muita gente não dar importância ao aspeto dos lábios, associando algumas alterações de cor, tamanho ou superfície a agressões externas ou ao natural processo de envelhecimento, a verdade é que algumas destas alterações podem não ser tão “inofensivas” quanto se pensa e indicar problemas de saúde.

É, por isso, importante que, preste atenção aos seus lábios, sobretudo, se apresentar lesões ou sinais persistentes.

Lábios secos

Desidratação, queimaduras solares, tempo frio ou clima seco podem ser a causa dos lábios secos.

Por outro lado, o ressequimento da pele pode surgir como consequência de uma reação alérgica a batons, cremes dentários, alimentos ou bebidas. Os lábios podem tornar-se duros e secos, especialmente o inferior.

Beber bastante água, enxaguar bem a boca depois de lavar os dentes e usar hidratantes labiais adequados pode ajudar a reverter este quadro.  

Lábios severamente rachados ou com fissuras

Vários fatores podem deixar os lábios com fissuras, rachaduras e outras lesões de superfície, tais como:

  • Uso de medicamentos que secam a boca, como a isotretinoína
  • Quimioterapia
  • Molhar compulsivamente os lábios (com a língua), mantendo-os sempre húmidos e expostos aos germes da boca
  • Desordens nutricionais, como anemia e falta de vitaminas

Nestes casos mais severos, o dermatologista pode prescrever uma pomada de corticosteroides para interromper a descamação.

Lábios Inflamados

Devido à inflamação dos lábios, as bordas da boca podem tornar-se doridas, ficar irritadas, rachadas ou descamar. A queílite pode ser a consequência de uma deficiência em vitamina B2 na alimentação, pelo que o médico especialista pode recomendar a toma de um suplemento vitamínico.

Quando esta lesão atinge os cantos da boca designa-se de queílite angular, vulgarmente conhecida por “boqueira”. As suas causa podem ser:

  • Uso de dentaduras mal adaptadas
  • Uso de aparelhos odontológicos
  • Candidíase oral (infecção causada por um fungo e que deixa um aspecto esbranquiçado e macerado nos cantos da boca)
  • Má higiene oral
  • Problemas de pele que causem lesão ao redor da boca, como dermatite atópica, psoríase ou dermatite seborreica
  • Compulsão por lamber os lábios, mantendo-os sempre húmidos e expostos aos germes da boca
  • Consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar, que favorece o crescimento do fungo Candida
  • Uso de corticoides inalatórios, que favorecem o crescimento de germes na cavidade oral


Sempre que apresentar lesões labiais persistentes, procure um especialista. Nem todas as alterações labiais são "inofensivas" 

Lábios inchados

Uma reação alérgica pode fazer com que os lábios inchem. A reação pode ser causada pela sensibilidade a determinados alimentos ou bebidas, medicamentos, produtos cosméticos ou partículas irritantes presentes no ar. Mas, com frequência, a causa do inchaço permanece desconhecida.

No entanto, alguns quadros clínicos como o angioedema hereditário podem causar inchaços recorrentes.

Assinalam-se ainda algumas doenças não hereditárias – como o eritema multiforme, queimaduras solares ou por um clima frio e seco ou alguns traumatismos – que podem provocar alterações no volume dos lábios.

Neste caso, o seu tratamento irá depender da causa. Quando se consegue identificar de imediato a causa e tratá-la, os lábios voltam à sua forma normal.

Para reduzir o inchaço causado pela reação alérgica,  utiliza-se um creme corticosteroide.

Porém, em alguns casos, pode ser necessário recorrer à cirurgia para retirar o excesso de tecido labial e melhorar a sua aparência.

Lábios com bolhas

Herpes simples é uma infeção viral que cursa com dor, inchaço e bolhas nos lábios. Dura entre sete a dez dias e desaparece sem deixar cicatrizes. Geralmente, sente-se um desconforto no local antes do aparecimento da ferida.

Uma vez que se adquire a infeção, ela tende a reaparecer sempre no mesmo local quando ocorre queda da imunidade – stress, cansaço e exposição solar podem reativar a infeção.

Lábios pálidos ou descolorados

Esse aspeto pode ser sinal de anemia, de doenças cardíacas que dificultam a circulação do sangue, ou de doenças pulmonares que comprometem a oxigenação do sangue. Se a cor dos lábios estiver amarelada, pode indicar alguma doença no fígado.

 

Sofia Esteves dos Santos
Fonte: 
MSD Manuals
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock