Tratamentos estéticos

Métodos naturais para cuidar das estrias

Tendo como principais causas a oscilação excessiva de peso, o uso de medicamentos – anabolizantes ou corticóides – ou a simples herança genética, as estrias são uma das grandes dores de cabeça das mulheres. Apesar de não serem exclusivas do género feminino, afetam, muitas vezes, a auto-estima de quem delas sofre. Por isso, saiba que com pequenos gestos pode melhorar a sua aparência.

As estrias surgem quando a pele estica até um nível muito acima daquele que ela consegue suportar. Quando isto acontece as fibras de colagénio e elastina, que fazem parte da sua composição, rompem-se, dando lugar a linhas em relevo de cor avermelhada, que com o tempo se tornam esbranquiçadas.

Durante a gravidez o risco de ficar com estrias é maior, por isso, este é um período em que se deve redobrar os cuidados com a pele.

Na realidade, a pele deve estar constantemente hidratada para que as suas fibras aguentem a pressão que o crescimento faz durante a gravidez, sobretudo na zona da barriga e peito.

Apesar de não existir um tratamento 100% eficaz para combater as estrias, não é preciso desanimar uma vez que existem vários métodos, e produtos naturais, que podem ajudar a melhorar a sua aparência. Sobretudo, quando utilizados numa fase inicial do aparecimento das estrias.

Especialistas aconselham, como primeiro passo, manter a pele bem nutrida e hidratada e ter atenção ao aumento e/ou perda de peso repentina.

Para diminuir a aparência das estrias já existentes aconselha-se a utilização de hidratantes à base de ureia, por exemplo.

Os óleos vegetais são boas opções, caso queira melhorar o seu aspeto. Aposte no óleo de amêndoas, rosa mosqueta, bétula ou uva.

O truque é utilizar diariamente estes óleos, massajando a área afetada.

Por outro lado, alguns naturopatas aconselham o uso de óleos essenciais – mais concentrados que os vegetais, e resultando de uma mistura de substâncias voláteis extraídas das folhas, raízes ou caules, este possuem vastas propriedades terapêuticas.

Na lista dos óleos essenciais aconselhados para atenuar ou melhorar este problema podem encontrar-se os seguintes:

  1. Óleo essencial de Funcho-Doce ou Erva-Doce, considerado um poderoso diurético evita a retenção de líquidos, elimina as toxinas e melhora o sistema linfático;
  2. Óleo essencial de Junípero (Zimbro), que tendo propriedades diuréticas ajuda a evitar a acumulação de toxinas;
  3. Óleo essencial de Toranja, que atua sobre o sistema linfático contribuindo para eliminar toxinas.

Se ficou curiosa experimente juntar estes óleos essenciais e massaje, com movimentos circulares e intensos, a zona a tratar, depois do banho, pelo menos uma vez por dia.

Ana Santos
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.
Foto: 
ShutterStock