Conheça as diferenças

Gripe sazonal vs gripe pandémica

As epidemias de gripe sazonal ocorrem anualmente em todo o mundo. Existem diferenças importantes entre as gripes sazonal (gripe comum) e pandémica, esta última considerada uma ameaça séria.

Diferenças entre epidemia e pandemia

Epidemia
- É a ocorrência em larga escala de uma doença numa comunidade, população ou região;
- Tem uma duração limitada no tempo e a sua extensão geográfica é variável.

Exemplos:

Epidemia de papeira em Portugal, em 1998.
Epidemia de cólera em Angola, em 2006.

Pandemia
- É a ocorrência de uma doença em todo o mundo, atingindo vários milhares ou milhões de pessoas em diversos países e continentes;
- Tem duração e extensão geográfica ilimitadas;
- É uma "epidemia com extensão mundial".

Exemplo:

Pandemia de SIDA/VIH (ocorre há várias décadas em todos os países do mundo).

Diferenças entre gripe sazonal e gripe pandémica

Gripe sazonal (epidémica)
- Ocorre todos os anos, sobretudo durante os meses de Inverno;
- Geralmente afecta 5-10% da população;
- Pensa-se que, em todo o mundo, o número total de mortes, por ano, varia entre 500 mil e um milhão;
- É geralmente uma doença pouco grave, que cura em 1-2 semanas sem tratamento médico;
- As mortes por gripe sazonal ocorrem sobretudo em grupos de risco: idosos, crianças muito jovens, pessoas com doenças crónicas (pulmonares, renais, cardíacas, cancro, diabetes) e imunodeprimidos (transplantes, SIDA, etc.);
- A vacina contra a gripe sazonal é eficaz porque é possível prever as estirpes virais circulantes durante o Inverno. Esta vacina, adaptada anualmente, deve ser administrada sobretudo aos grupos de risco;
- Existem fármacos antivirais que podem ser prescritos nos casos mais graves de gripe sazonal e em casos especiais.

Gripe pandémica
- Ocorre esporadicamente, em qualquer estação do ano;
- Pode atingir mais de 25 % da população;
- A mortalidade é muito superior à da gripe sazonal – durante a pandemia de 1918 morreram 40-50 milhões de pessoas;
- É uma doença muito mais grave que a gripe sazonal, com maior risco de morte;
- A infecção pode atingir qualquer pessoa, em qualquer idade;
- Na fase inicial de uma pandemia de gripe não existem vacinas eficazes, por se desconhecer a nova estirpe viral. Não é possível prever o novo tipo de vírus, e só existe uma certeza: a estirpe será diferente das que circularam no Inverno anterior;
- A quantidade disponível de fármacos antivíricos pode ser limitada. A prescrição depende da sua eficácia, que só pode ser determinada após a eclosão da pandemia.

Fonte: 
DGS
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock