Como evitar?

Acidentes domésticos com idosos

Apesar do risco de cair em casa ser grande, muitos acidentes devido a queda podem ser prevenidos.
Acidentes domésticos com idosos

Boas práticas baseadas na evidência mostram que é possível reduzir as lesões nos idosos em 38 % através de métodos com custos eficazes. A redução de lesões pode melhorar a qualidade de vida e reduzir os gastos dos serviços de saúde devido a lesões nesta faixa etária.

O primeiro passo é compreender as suas causas. Nas pessoas idosas a diminuição da massa muscular, a osteoporose, a diminuição da visão e da audição, assim como a falta de condições de segurança da casa e do jardim aumentam a probabilidade de cair.

As quedas podem ser prevenidas fazendo pequenos ajustamentos na casa e no estilo de vida, mas, promover a segurança, é também, garantir que as pessoas idosas se alimentam convenientemente e se mantêm fisicamente activas.

Quando falamos de segurança, é importante conhecer e utilizar os dispositivos de segurança que facilitem a vida diária quando a autonomia e o bem-estar estão em causa.

Manter a segurança é uma questão de tomar medidas de protecção, de algum bom senso, de muita prudência e precaução que, com convicção, se vão fazer sentir na redução dos acidentes domésticos e de lazer com pessoas idosas.

Alguns factores de risco de quedas:

  • Viver sozinho.
  • Tomar medicamentos, em especial medicamentos psicotrópicos.
  • Doenças crónicas tais como artroses, depressão, doença pulmonar crónica.
  • Mobilidade reduzida e balanço.
  • Dificuldades cognitivas e demência.
  • Redução da acuidade visual.
  • Calçado e vestuário inadequado.
  • Uso de bengalas ou andarilhos.
  • Subir para escadotes, cadeiras, bancos, árvores, autocarros.
  • Pisos escorregadios ou irregulares, pavimentos degradados.

Prevenir as quedas em toda a casa é uma questão de bom senso:

  • Mantenha uma boa iluminação em toda a casa e uma luz acesa na entrada principal.
  • As lâmpadas devem ser de fácil manutenção e substituição.
  • Nunca deixe fios eléctricos e de telefone desprotegidos. Prenda-os à parede.
  • Evite tapetes soltos no chão, principalmente nas escadas. Se usar, fixe-os ao chão.
  • Pinte de cores diferentes ou faça marcas visíveis no primeiro e no último degrau das escadas. Elas devem ter degraus com piso antiderrapante. Converse com o seu médico sobre a necessidade de colocar barras de apoio (corrimão).
  • Use sapatos com saltos largos e calcanhares reforçados, para evitar que o pé se movimente. Não use chinelos. Prefira os sapatos fechados.
  • Cuidado para não errar a dosagem dos remédios.
  • Não use camisolas e roupões compridos, para evitar tropeçar, principalmente se tiver que se levantar no meio da noite.
  • Ao dormir, deixe a luz do corredor acesa para auxiliar a visão, caso acorde no meio da noite.
  • Se cair e tiver dores, procure assistência médica. Deixe o telefone num local de fácil acesso, se necessitar de pedir ajuda.
  • No quintal, evite a acumulação de folhas e flores húmidas no chão.

Os profissionais de saúde podem ajudar as pessoas idosas a prevenir as quedas:

  • Identificando factores reversíveis e sugerir intervenções baseadas na evidencia.
  • Investigando o risco de osteoporose, tratando e encorajando os doentes a usarem protectores de anca.

Os prestadores de serviços a pessoas idosas podem ajudar a prevenir as quedas:

Prevenir as quedas no quarto é uma questão de prudência:

  • Procure utilizar uma cama larga, com altura suficiente para que, sentado, consiga apoiar os pés no chão, evitando tonturas. Ao deitar-se, utilize sempre um travesseiro para apoiar a cabeça.
  • Use uma mesa-de-cabeceira, de preferência, com bordas arredondadas e procure fixá-la ao chão ou à parede, para evitar que se desloque caso necessite apoiar-se nela.
  • Mantenha uma cadeira ou poltrona no quarto, para que possa sentar-se para calçar meias e sapatos.
  • Os interruptores devem estar ao alcance da mão quando estiver deitado na cama, para evitar levantar-se no escuro.
  • Evite prateleiras muito altas ou muito baixas, para diminuir o esforço físico ao procurar algum objecto e evitar quedas.

Prevenir as quedas na casa de banho é uma questão de sensatez:

  • O piso da casa de banho deve ser antiderrapante.
  • Evite prateleiras de vidro e superfícies cortantes, e é absolutamente proibido usar esquentador a gás dentro da casa de banho.
  • Se necessitar utilize barras de apoio no polibã ou na banheira, nas paredes próximas da sanita.
  • O espaço útil da casa-de-banho deve ser suficiente para duas pessoas. Nunca feche a porta da casa-de-banho à chave, para o caso de precisar de ajuda.
  • Certifique-se de que os interruptores e as tomadas eléctricas estão em áreas secas da casa de banho.

Prevenir as quedas na cozinha é uma questão de precaução:

  • Os armários não devem ficar em locais muito altos. Guarde os objectos que são pouco utilizados nos armários superiores e os de uso frequente, em locais de fácil acesso.
  • Instale a botija de gás, sempre, fora da cozinha.
  • Evite colocar peso nas portas do frigorífico e utilize as prateleiras que não exijam que baixe ou levante muito os seus braços.
  • Os fornos eléctricos e os microondas devem ser instalados em local de fácil acesso.
  • Lembre-se de desligar fornos, microondas e ferros de passar roupa, após o uso.

Prevenir as quedas na sala é uma questão de conforto:

  • Procure utilizar cores claras nas paredes e aumentar a iluminação, tornando-a três vezes mais forte que o normal, para compensar dificuldades visuais. Uma boa regra é completar a iluminação com candeeiros de fácil manutenção.
  • Opte por sofás e poltronas confortáveis, com assentos que não sejam demasiado macios, e que facilitem os actos de sentar e levantar.
  • Evite esquinas de vidro, metal ou materiais cortantes em mesas de apoio.
  • Não use tapete em baixo da mesa da sala jantar e deixe um espaço à volta da mesa para a movimentação das pessoas.
  • Prefira pisos antiderrapantes.
Fonte: 
DGS
Nota: 
As informações e conselhos disponibilizados no Atlas da Saúde não substituem o parecer/opinião do seu Médico e/ou Farmacêutico.
Foto: 
ShutterStock